Com Bruna Lima, Edoardo Ghirotto, Eduardo Barretto e Naomi Matsui

Secretaria de Esporte foi ignorada em negociações da Copa América 

Em meio à pandemia, Bolsonaro confirmou torneio no Brasil

atualizado 04/06/2021 1:12

Jair Bolsonaro e Rogério Caboclo, presidente da CBFDivulgação/CBF

A Secretaria Especial do Esporte do governo federal foi ignorada nas negociações para sediar a Copa América no Brasil, que foi confirmada por Jair Bolsonaro. Nesta terça-feira, Bolsonaro confirmou a competição internacional no país em meio à pandemia.

Em discurso no Palácio do Planalto nesta terça-feira, Bolsonaro afirmou que ouviu os “ministros interessados”. Se João Roma, ministro da Cidadania, estiver na lista, não levou qualquer posicionamento da Secretaria Especial do Esporte.

Em resposta a um pedido por meio da Lei de Acesso à Informação, a secretaria informou que não recebeu ou produziu qualquer documento sobre a Copa América.

Após 25 anos de funcionamento, o Ministério do Esporte foi extinto por Jair Bolsonaro em 2019, quando foi rebaixado para uma secretaria subordinada ao Ministério da Cidadania.

Siga as redes do Guilherme Amado
Últimas da coluna