Com Bruna Lima, Edoardo Ghirotto, Eduardo Barretto e Paulo Cappelli

Rosângela Moro deve R$ 430 mil, dizem fornecedores da campanha

Mulher de Sergio Moro, advogada foi eleita deputada federal por São Paulo

atualizado 02/10/2022 23:58

Rosângela Moro Cleia Viana/Câmara dos Deputados

Fornecedores da campanha da deputada eleita Rosângela Moro, casada com o senador eleito Sergio Moro, cobram uma dívida de pelo menos R$ 430 mil da advogada. Dois fornecedores afirmaram à coluna que a campanha atrasou pagamentos de diversos serviços, como gráfica e marketing.

Roberto Monzani, da gráfica ALK, afirmou que só recebeu R$ 250 mil dos R$ 500 mil definidos em contrato por serviços gráficos. A empresa entregou panfletos, camisetas, adesivos, bandeiras e outros itens para impulsionar a candidatura de Rosângela Moro. Segundo o empresário, a campanha prometeu quitar as dívidas nesta segunda-feira (3/10). Se isso não acontecer, Monzani cobrará a dívida por meio do cartório.

O marqueteiro Ricardo Bergamo aguarda para receber R$ 180 mil de Rosângela Moro, por diversos serviços de comunicação, como jingles, gerenciamento de redes sociais e materiais publicitários. Bergamo avalia acionar a Justiça para receber o dinheiro.

Procurada, a campanha de Rosângela Moro não respondeu.

Rosângela Moro recebeu 217 mil votos e terá seu primeiro mandato na Câmara dos Deputados. A campanha do marido Sergio Moro, eleito senador, também recebeu queixas: um cabo eleitoral disse ter sido demitido por ter pedido água.

Mais lidas
Siga as redes do Guilherme Amado
Últimas da coluna