Com Bruna Lima, Edoardo Ghirotto, Eduardo Barretto e Paulo Cappelli

Promotoria que investiga Carlos Bolsonaro foi esvaziada

Investigação se arrasta no MP do Rio desde setembro de 2021

atualizado 13/08/2022 9:44

Carlos BolsonaroReprodução/Instagram

A 3ª Promotoria de Investigação Penal Especializada do Ministério Público do Rio de Janeiro, que investiga o vereador Carlos Bolsonaro por peculato (roubo praticado por servidor público), foi esvaziada.

Antes de receber o caso, em setembro de 2021, o órgão era composta por um promotor titular e três auxiliares. Agora, a subdivisão conta apenas com o titular Alexandre Murilo Graça e um promotor auxiliar.

A investigação se arrasta no MP do Rio desde setembro de 2021. Em maio deste ano, a promotoria recebeu os dados bancários do vereador e de assessores de seu gabinete. Contudo, segundo fontes do órgão, o caso não irá evoluir antes das eleições. Um dos promotores que foi redirecionado para outra promotoria vem auxiliando, voluntariamente, na análise dos dados.

Mais lidas
Siga as redes do Guilherme Amado
Últimas da coluna