Com Bruna Lima, Edoardo Ghirotto, Eduardo Barretto e Paulo Cappelli

Presidente do TCU chama documento do PL que questiona urnas de “má-fé”

O PL preparou um dossiê sobre as urnas eletrônicas para ser divulgado no domingo do primeiro turno

atualizado 30/09/2022 18:48

O presidente do Tribunal de Contas da União, Bruno Dantas, disse, nesta sexta-feira (30/9), que o documento do PL de Jair Bolsonaro que questiona a lisura das urnas eletrônicas foi elaborado “de má-fé”.

Dantas afirma que os pontos levantados no documento, os quais apontam falhas nos sistemas do Tribunal Superior Eleitoral, não foram colhidos de relatórios sobre as urnas eletrônicas.

“Eles utilizaram dados de um relatório de autoavaliação que o TCU aplica a centenas de instituição públicas para aferir não a confiabilidade das urnas eletrônicas, mas a avaliação dos funcionários sobre questões de governança. E aí tem lá a pergunta ‘e os sistemas eletrônicos?’, mas não estamos falando do sistema de urnas, e sim de qualquer outro, como entrada e saída do Tribunal. Falar que estávamos apontando falhas nas urnas é de má fé”, afirmou Dantas durante almoço com empresário na Associação Comercial do Rio de Janeiro.

O PL preparou um dossiê sobre as urnas eletrônicas para ser divulgado no domingo do primeiro turno. O documento, que vazou nesta quarta-feira (28/9), aponta supostas falhas no processo eleitoral e desinforma o eleitor ao dizer que é baseado em relatórios do TSE e do TCU.

Publicidade do parceiro Metrópoles 1
Publicidade do parceiro Metrópoles 2
Publicidade do parceiro Metrópoles 3
Publicidade do parceiro Metrópoles 4
Publicidade do parceiro Metrópoles 5
Publicidade do parceiro Metrópoles 6
0

Mais lidas
Siga as redes do Guilherme Amado
Últimas da coluna