Com Bruna Lima, Edoardo Ghirotto, Eduardo Barretto e Paulo Cappelli

Postura do Brasil na guerra da Ucrânia pauta visita de Moro à Alemanha

Reação dúbia do governo Bolsonaro em relação à invasão russa da Ucrânia foi o tema central das reuniões de Sergio Moro em Hamburgo

atualizado 23/03/2022 10:59

O ex-juiz Sergio Moro posa com empresários alemães após uma reunião organizada na cidade de Hamburgo, na AlemanhaReprodução

A invasão russa da Ucrânia pautou as reuniões que o ex-juiz Sergio Moro teve na segunda (21/3) e terça-feira (22/3) com empresários e políticos alemães na cidade de Hamburgo.

Todas as conversas começaram pela reação dúbia do governo de Jair Bolsonaro diante dos ataques da Rússia. Moro respondeu aos alemães que há um “erro de posicionamento inequívoco” do Brasil em relação à guerra e criticou a visita de Bolsonaro ao presidente russo, Vladimir Putin, às vésperas do início do confronto.

Segundo o ex-juiz, a falta de um posicionamento claro do país é consequência de uma “política externa ideológica” conduzida tanto pelo governo Bolsonaro quanto pelas gestões petistas. Moro disse que, se for eleito, terá relações pragmáticas com todos os países, mas priorizará uma aproximação maior com a Europa e os Estados Unidos.

O ex-juiz também teve de se posicionar sobre o desleixo do governo Bolsonaro com a questão ambiental. Moro ouviu nas reuniões que a Alemanha defende o acordo de livre comércio entre União Europeia e Mercosul, mas a aprovação do documento depende de uma política mais equilibrada e preocupada com o meio ambiente.

Moro cumpriu as agendas ao lado do deputado estadual Heni Ozi Cukier, pré-candidato do Podemos ao Senado por São Paulo. Eles irão a Berlim nesta quarta-feira (23/3) para encontrar parlamentares alemães.

Na segunda-feira, Moro visitou um instituto de tecnologia e jantou com representantes do Conselho de Economia Internacional da Alemanha (IWR) e com integrantes do Clube de Negócios de Hamburgo (BHC). À mesa estavam empresários alemães que mantêm negócios no Brasil, um comandante local da Marinha e dois parlamentares.

Nessa terça, Moro se reuniu com dirigentes da BVMW, associação que representa pequenas e médias empresas na Alemanha, almoçou na Fundação Atlantik Brücke e fez uma palestra na Associação Latino Americana (LAV).

0

Já leu todas as notas e reportagens da coluna hoje? Clique aqui.

Siga a coluna no Twitter e no Instagram para não perder nada.

Mais lidas
Siga as redes do Guilherme Amado
Últimas da coluna