Com Bruna Lima, Edoardo Ghirotto, Eduardo Barretto e Lucas Marchesini

PGR defende, mas Alexandre nega volta de deputado bolsonarista a redes

Deputado Otoni de Paula segue sem acesso a redes sociais; em agosto, deputado foi alvo de operação da PF

atualizado 06/12/2021 18:16

Deputado federal Otoni de Paula (PSC-RJ)Reprodução/ Câmara dos Deputados

A Procuradoria-Geral da República (PGR) se manifestou pela revogação da ordem de bloqueio integral dos perfis do deputado federal Otoni de Paula, do PSC do Rio de Janeiro, nas redes sociais, mas Alexandre de Moraes manteve a decisão da suspensão.

O parecer da PGR considera que a restrição deve permanecer apenas ao conteúdo tido como “ilícito penal”.

As contas foram excluídas depois de Otoni ter sido alvo de mandados de busca e apreensão da Polícia Federal, no dia 20 de agosto, em operação contra pessoas vistas como organizadoras nos atos de 7 de Setembro.

Com mais de um milhão de seguidores, Otoni vai recorrer ao plenário do STF.

Já leu todas as notas e reportagens da coluna hoje? Clique aqui.

Siga a coluna no Twitter e no Instagram para não perder nada.

Mais lidas
Siga as redes do Guilherme Amado
Últimas da coluna