Com Bruna Lima, Edoardo Ghirotto, Eduardo Barretto e Lucas Marchesini

Osmar Terra se contradiz com projeto dele mesmo que libera infectados

Deputado concorda que não existe comprovação de imunidade, mas é autor de PL que libera pessoas que tiveram Covid-19 de isolamento social

atualizado 22/06/2021 21:58

Osmar Terra_CPIEdilson Rodrigues/Agência Senado

O médico e ex-ministro da Cidadania, Osmar Terra, concordou, durante a sessão de hoje da CPI da Pandemia, que não existe um teste que comprove a imunização de uma pessoa após a infecção por Covid-19. Contudo, Terra é um dos autores de um projeto de lei que determina que pessoas que já contraíram o vírus não se submetam a qualquer tipo de isolamento social e outras medidas de restrição.

O deputado federal, que é apontado como integrante do gabinete paralelo que teria orientado Jair Bolsonaro no enfrentamento da pandemia, defendeu que as pessoas que foram infectadas pelo vírus podem provar a imunidade por meio de exames sorológicos. A afirmação foi rebatida pelo presidente da Comissão, Omar Aziz: “Não tem teste que garanta 100% que a pessoa está imunizada, ministro”. Terra concordou: “Não existe teste exato”.

O projeto de lei proposto por ele, Paula Belmonte, do Cidadania do Distrito Federal, e Angela Amin, do PP de Santa Catarina, defende que uma pessoa que foi infectada e comprove a imunização não precisa seguir as medidas de isolamento social e não deve ser penalizada caso não obedeça às ordens para contenção do vírus.

Siga as redes do Guilherme Amado
Últimas da coluna
Mais lidas