Com Bruna Lima, Edoardo Ghirotto, Eduardo Barretto e Lucas Marchesini

Os zaps de Felipe Neto e Luís Roberto Barroso

Biografia não autorizada "Felipe Neto — O influenciador" conta detalhes sobre a relação que Felipe Neto tem com o ministro do STF

atualizado 23/06/2021 22:07

felipe netoDivulgação

Em julho de 2020, quando estava sob uma das mais fortes saraivadas de ataques virtuais que já sofreu, Felipe Neto  teve por uns dias um confidente improvável. Foi naquele mês que Neto conheceu Luis Roberto Barroso.

Os detalhes do approach constam de “Felipe Neto — O influenciador”, biografia não autorizada escrita pelo jornalista Nelson Lima Neto e que a editora Máquina de Livros lançou este mês.

Neto e Barroso passaram a trocar mensagens no WhatsApp, em conversas iniciadas geralmente pelo youtuber, que usa o canal com o ministro para reclamar das fake news em que recorrentemente é alvo.

O contato começou quando Neto foi listado como um dos possíveis convidados para ser garoto-propaganda da campanha do TSE, presidido por Barroso, para as eleições de 2020.

Antes do convite, porém, o TSE decidiu testar o nome e eventuais impactos que ele traria para a campanha. Caiu como uma luva a sugestão do site Jota, especializado em cobertura do Judiciário, de uma live de Barroso com Neto.

Foi proposto um encontro entre Barroso e Neto antes do evento. Como forma de se preparar para a conversa com o youtuber, o ministro pediu ajuda aos filhos, na faixa dos 25 anos, sobre a história de Neto.

“Quem é Felipe Neto? Conte-me mais sobre você”, pediu Barroso, na abertura do bate-papo, para ouvir detalhes do próprio influenciador. O ministro ficou entusiasmado, e a partir dali o canal estava aberto.

O livro também detalha a pressão sofrida por Barroso para não realizar a live com Felipe — que aconteceria sob ataques de bolsonaristas, o que fez o TSE desistir da ideia de tê-lo como garoto-propaganda.

Mais lidas
Siga as redes do Guilherme Amado
Últimas da coluna