Com Bruna Lima, Edoardo Ghirotto, Eduardo Barretto e Paulo Cappelli

MP pede apuração de Luz Para Todos exclusivo de fazenda dos Alcolumbre

MP do Tribunal de Contas quer investigar a denúncia de que Luz Para Todos contemplou indevidamente família do senador governista

atualizado 10/06/2022 14:35

Matheus Veloso/Metrópoles

O Ministério Público no Tribunal de Contas da União pediu a abertura de uma investigação para identificar os responsáveis pelo fato de o programa Luz Para Todos ter beneficiado irregularmente uma fazenda da família do senador governista Davi Alcolumbre, no Amapá.

A representação cita reportagem da coluna que revelou que a irregularidade, detectada pela Controladoria-Geral da União, contemplou a empresa Agro Alegria, de tio e primos do parlamentar. O decreto que criou o programa, que oferece instalação de luz e subsídio na conta de energia elétrica, determina que o benefício deve ser concedido a pessoas pobres. A Agro Alegria, no entanto, é uma empresa de médio/grande porte.

No documento, o procurador Júlio Marcelo de Oliveira, do Ministério Público do TCU, pede ao conselheiro Benjamin Zymler autorização para “identificar os agentes responsáveis pela prática de atos que culminaram com a edificação de rede elétrica” na fazenda dos Alcolumbre.

E, ainda, para “realizar oitivas e diligências com o intuito de colher informações que ainda se façam necessárias à caracterização das apontadas ilicitudes, identificação de responsáveis pelo seu cometimento e expedição de medidas corretivas.”

Davi Alcolumbre se manifestou por meio de nota:

“O senador Davi Alcolumbre afirma que nunca tratou de nada relacionado e que não tem participação de nenhuma natureza na propriedade citada e só teve conhecimento da questão pela imprensa. Mais do que isso: Lamenta sofrer esse tipo de insinuação, sem qualquer prova. Causa estranheza e é um absurdo a tentativa de associação do nome do senador ao favorecimento de quem quer seja.”

Já leu todas as notas e reportagens da coluna hoje? Clique aqui.

Siga a coluna no Twitter e no Instagram para não perder nada.

Mais lidas
Siga as redes do Guilherme Amado
Últimas da coluna