Com Bruna Lima, Edoardo Ghirotto, Eduardo Barretto e Lucas Marchesini

Morre o ex-PGR Geraldo Brindeiro

Brindeiro morreu aos 73 anos, vítima da Covid-19

atualizado 29/10/2021 18:13

O ex-procurador-geral da República Geraldo Brindeiro morreu aos 73 anos nesta sexta-feira, vítima da Covid-19.

Pernambucano, Brindeiro formou-se em direito pela Universidade de Direito do Recife, em 1970.

Após concluir a graduação, atuou como assessor jurídico de Djaci Falcão, seu tio e então ministro do STF. Brindeiro também foi técnico do TCU, professor de direito da UnB e subprocurador-geral da República junto ao STF.

Em 1995, assumiu o posto de PGR, por indicação de Fernando Henrique Cardoso. Foi reconduzido ao cargo três vezes, ficando até 2003. Brindeiro era primo de Marco Maciel, vice de FHC.

No cargo, ficou conhecido por arquivar processos contra políticos, inclusive sobre as suspeitas em torno da aprovação da emenda de reeleição de Fernando Henrique.

O presidente da Associação Nacional de Procuradores da República, Ubiratan Cazetta, lamentou a morte do ex-PGR.

“Colega de trato gentil e bastante leal, Geraldo Brindeiro foi, dentre outras coisas, responsável pela construção da sede atual da PGR, além de ter promovido diversos concursos de ingresso na carreira, ampliando em muito o MPF”, disse Cazetta.

Já leu todas as notas e reportagens da coluna hoje? Clique aqui.

Siga a coluna no Twitter e no Instagram para não perder nada.

Siga as redes do Guilherme Amado
Últimas da coluna
Mais lidas