Com Bruna Lima, Edoardo Ghirotto, Eduardo Barretto e Naomi Matsui

Ministro da Educação marcou agenda em Noronha e aproveitou para esticar em férias

Milton Ribeiro viajou duas vezes à Ilha, uma em véspera de feriado e outra em uma sexta-feira; Pasta não respondeu quem bancou as viagens

atualizado 01/08/2021 8:01

Milton RibeiroDivulgação

Milton Ribeiro, o ministro da Educação, visitou Fernando de Noronha duas vezes durante seu primeiro ano à frente do cargo e, nas duas ocasiões, foi à ilha de Pernambuco por motivo de trabalho às vésperas de um feriado e, da segunda vez, há duas semanas, na véspera do começo de suas férias.

A primeira visita ocorreu dias antes do feriado de Finados, em outubro de 2020, e a outra há duas sextas-feiras, no dia 16 de julho. Ribeiro ficou na ilha até 22 de julho, em férias. Segundo sua agenda, ele esteve em férias até 30 de julho.

A coluna questionou o Ministério da Educação sobre quem foi o responsável pelos custos da última viagem e se Ribeiro havia estendido a visita para o fim de semana, mas a pasta não respondeu.

O ministro estava acompanhado do presidente da Fundação Joaquim Nabuco, o irmão do ex-governador Eduardo Campos (1965-2014) e bolsonarista Antônio Campos, e da assessora do órgão, Karla Veloso. A agenda oficial indicou que o ministro fez uma visita ao Centro Integrado de Educação Infantil Bem-Me-Quer e atendeu a uma palestra do curso de condutores de visitantes da Ilha de Fernando de Noronha. Toda a programação foi acompanhada de Antônio Campos.

Sobre a viagem de outubro, uma reportagem do jornal Folha de Pernambuco também questionou o ministério sobre os custos de passagem, estadia e o motivo da visita. A pasta também não respondeu. Segundo a reportagem, o ministro ficou na ilha de 29/10 até 03/11, ou seja, durante o feriado. Ribeiro estava acompanhado dos então ministros do Meio Ambiente, Ricardo Salles, e do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio.

A agenda ministerial indicou que no dia 29 de outubro de 2020, uma quarta-feira, Ribeiro fez uma visita técnica a uma escola de ensino médio. Na sexta-feira (30/10), segundo a agenda, o ministro fez “despachos” internos, sem mais informações. O Portal da Transparência também não mostra detalhes da viagem.

O presidente da Fundação Joaquim Nabuco, segundo informou o Portal da Transparência, decidiu prolongar a estadia. Campos estava acompanhado da sua companheira, mostraram postagens no Instagram. A coluna não conseguiu contato com a assessoria de imprensa da Fundação.

Siga as redes do Guilherme Amado
Últimas da coluna