Com Bruna Lima, Edoardo Ghirotto, Eduardo Barretto e Naomi Matsui

Mandetta questiona quem manteve diretor acusado de propina após sua saída

Roberto Ferreira Dias é diretor de Logística do Ministério da Saúde

atualizado 29/06/2021 22:42

Comissão Parlamentar de Inquérito da Pandemia (CPIPANDEMIA) realiza oitiva do ex-ministro de Estado da Saúde Luiz Henrique MandettaJefferson Rudy/Agência Senado

O servidor do Ministério da Saúde Roberto Ferreira Dias, diretor de Logística da pasta, foi indicado a Luiz Henrique Mandetta pelo ex-deputado Abelardo Lupion. Segundo Mandetta, Ferreira Dias foi uma indicação técnica. O ex-ministro entretanto pontuou que não sabe a razão nem sob o apadrinhamento de quem ele foi mantido.

Segundo Mandetta, a indicação foi feita no começo do governo, num esforço de Mandetta para tirar de áreas sensíveis do ministério indicados do PP.

“A entrada dele foi eminentemente técnica e ele era um bom técnico. Agora, se ele foi mantido, com todos os diretores tendo sido trocados, não posso assegurar por quê e sob apadrinhamento de quem”, afirmou Mandetta.

Na noite desta terça-feira (29/06), a repórter Constança Rezende trouxe uma entrevista com o representante da empresa de vacinas Davati Medical Supply, Luiz Paulo Dominguetti Pereira, em que ele afirma que recebeu pedido de propina de US$ 1 por dose em troca de fechar contrato com o Ministério da Saúde. A oferta teria sido feita por Roberto Ferreira Dias.

Siga as redes do Guilherme Amado
Últimas da coluna