Com Bruna Lima, Edoardo Ghirotto, Eduardo Barretto e Naomi Matsui

Lula convida Roberto Requião para se filiar ao PT

Ex-governador se desligou do MDB e já tinha ouvido uma proposta para ingressar no PDT

atualizado 05/08/2021 18:56

Instituto Lula/Divulgação

O ex-presidente Lula convidou nesta quinta-feira (5/8) o ex-governador do Paraná Roberto Requião a se filiar ao PT. Eles também conversaram sobre a formulação de um plano de construção social para o Brasil.

Participaram do encontro em São Paulo a presidente nacional do PT, deputada Gleisi Hoffmann, e os deputados estaduais Arilson Chiorato, do PT, e Requião Filho, que ainda está no MDB, mas seguirá o pai rumo a uma nova legenda.

Requião não deu uma resposta a Lula. O ex-governador disse que “partidos são ferramentas” e que quer priorizar a discussão de ideias no momento. Na quarta-feira (4/8), ele foi convidado pelo presidente do PDT, Carlos Lupi, a se filiar à sigla que lançará Ciro Gomes como candidato à Presidência. Outro partido interessado em Requião é o PSB.

Tanto Lula quanto Lupi garantiram que estarão ao lado de Requião em 2022, independentemente de qual partido ele escolha para se candidatar ao governo do Paraná.

Requião permaneceu no MDB por mais de 40 anos, mas assinou a desfiliação na segunda-feira (2/8), após perder a eleição para assumir a presidência local da sigla. Com o revés, o partido deverá manter o endosso à candidatura do atual governador, Ratinho Junior, do PSD, que poderá ter o apoio do presidente Jair Bolsonaro na eleição de 2022.

Siga as redes do Guilherme Amado
Últimas da coluna