Com Bruna Lima, Edoardo Ghirotto, Eduardo Barretto e Lucas Marchesini

Justiça autoriza investigar conta do presidente do Flamengo na Suíça

Juiz autorizou que seja feita uma cooperação jurídica internacional para investigar a conta bancária que Rodolfo Landim tem na Suíça

atualizado 04/11/2021 7:38

Flamengo Landim máscaraAlexandre Vidal / Flamengo

O juiz Frederico Botelho de Barros Viana, da 10ª Vara Federal de Brasília, autorizou que seja feita uma cooperação jurídica internacional para investigar a conta bancária que o presidente do Flamengo, Rodolfo Landim, tem na Suíça.

Na denúncia acatada por Barros Viana na noite de quarta-feira (3/11), que tornou Landim e mais quatro rés pelo crime de gestão fraudulenta, o Ministério Público Federal apontou que autoridades da Suíça comunicaram suspeitas de lavagem de dinheiro realizada por meio de uma conta que era da titularidade do presidente do Flamengo no banco Credit Suisse, mantida entre 2008 e 2012.

“A comunicação enviada por autoridades da Suíça traz consigo indícios de cometimento dos delitos de lavagem de dinheiro e de evasão de divisas, os quais devem ser melhor apurados”, escreveu Barros Viana na decisão.

O juiz também determinou o bloqueio de parte do valor necessário para o ressarcimento dos prejuízos supostamente causados por Landim. O MPF afirma que o presidente do Flamengo e mais quatro atuaram em uma operação financeira que teria causado prejuízos de R$ 100 milhões a fundos de pensão de funcionários de estatais.

Já leu todas as notas e reportagens da coluna hoje? Clique aqui.

Siga a coluna no Twitter e no Instagram para não perder nada.

Mais lidas
Siga as redes do Guilherme Amado
Últimas da coluna