Com Bruna Lima, Edoardo Ghirotto, Eduardo Barretto e Natália Portinari

Governo escolhe diretor-executivo para departamento de transportes

Fabrício Galvão, ex-superintendente em Alagoas, vai comandar interinamente o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT)

atualizado 02/03/2023 15:16

O governo federal escolheu um novo diretor-executivo para o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), órgão ligado ao Ministério dos Transportes, responsável por obras de infraestrutura.

Fabrício de Oliveira Galvão, ex-superintendente do DNIT em Alagoas, vai assumir o posto de diretor-executivo. Potiguar, ele é funcionário de carreira do DNIT desde 2015. No ano passado, foi secretário de Infraestrutura de Maceió por alguns meses.

Como diretor-executivo, Galvão irá comandar o órgão de forma interina. A nomeação de um novo diretor-geral precisa passar por uma sabatina no Senado, o que não deve ocorrer tão cedo.

Ainda não está definido se o indicado será ele mesmo ou outra pessoa.

O orçamento do Ministério dos Transportes para obras em 2023 é de R$ 18,8 bilhões.

O general Antônio Leite dos Santos Filho, diretor do DNIT durante a gestão de Jair Bolsonaro, foi afastado do comando do órgão em janeiro. Ele pediu demissão após os atos golpistas de 8 de janeiro, em meio à crise de confiança entre o governo e integrantes das Forças Armadas.

O DNIT, que mantém alguns superintendentes estaduais da gestão anterior, é alvo de cobiça de partidos do Centrão por seu orçamento e sua capilaridade em todas as regiões do Brasil. O ministro dos Transportes, Renan Filho — senador de Alagoas pelo MDB, afastado do mandato — tem dito que fará nomeações técnicas.

Mais lidas
Siga as redes do Guilherme Amado
Últimas da coluna