Com Bruna Lima, Edoardo Ghirotto, Eduardo Barretto e Paulo Cappelli

Governo Bolsonaro bloqueou 23% da verba destinada para preparar o Enem

Último contingenciamento de verbas do Ministério da Educação provocou o bloqueio de R$ 163,7 milhões do dinheiro para custear o Enem

atualizado 23/06/2022 14:28

Marcello Casal Jr./Agência Brasil

O governo de Jair Bolsonaro decidiu bloquear 23% das verbas destinadas para a preparação do Enem neste ano. A quantia representa R$ 163,7 milhões da dotação autorizada de R$ 698,1 milhões.

O contingenciamento é resultado do decreto assinado por Bolsonaro no dia 30 de maio, que estabeleceu o bloqueio de R$ 3,6 bilhões no orçamento do Ministério da Educação.

Segundo cálculo feitos pela organização Todos Pela Educação, a educação básica foi a área mais atingida, com R$ 1 bilhão bloqueado por Bolsonaro.

A área de apoio à infraestrutura da educação básica ficou sem 29% da verba autorizada, com bloqueio de R$ 200,4 milhões. Entre as funções do setor, a mais prejudicada foi a compra de equipamentos mobiliários, que perdeu 49% do total de R$ 139,4 milhões previstos para este ano.

Outro setor atingido foi o responsável pela aquisição de livros e materiais didáticos da educação básica. O bloqueio atingiu R$ 485,1 milhões, o que representa 16% do total autorizado para esta área.

0

Mais lidas
Siga as redes do Guilherme Amado
Últimas da coluna