Com Bruna Lima, Edoardo Ghirotto, Eduardo Barretto e Paulo Cappelli

Em 2 meses, Braga Netto ganhou 60% do patrimônio declarado ao TSE

Vice de Jair Bolsonaro, general Walter Braga Netto informou à Justiça Eleitoral ter um patrimônio de R$ 1,6 milhão

atualizado 12/08/2022 8:41

Walter Braga NettoMarcelo Camargo/Agência Brasil

O general Walter Braga Netto, vice de Jair Bolsonaro, recebeu de salário em dois meses de 2020 o equivalente a 60% do patrimônio que declarou à Justiça Eleitoral. Braga Netto informou ter R$ 1,6 milhão em bens.

Braga Netto disse ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) que seus bens, avaliados por ele em R$ 1,6 milhão, eram compostos por R$ 1 milhão em “ações”, e outros R$ 49 mil em “aplicação de renda fixa”. Também informou ter dois apartamentos e um veículo.

Como de praxe nesta campanha, não é possível saber mais detalhes desses recursos, graças a uma medida do TSE baseada na Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD).

Em março e junho de 2020, Braga Netto somou salários de R$ 926 mil quando era ministro da Casa Civil de Bolsonaro, como informou o repórter Daniel Weterman.

Braga Netto tem salário bruto de R$ 31 mil como general da reserva do Exército, mas recebeu um valor muito maior nos meses de março e junho de 2020 somados, sem abatimento do teto constitucional. O teto limita os salários a R$ 39,3 mil por mês no serviço público. Somente no equivalente a férias, o vice de Bolsonaro ganhou R$ 120 mil em março de 2020.

No ano seguinte, Bolsonaro liberou a remuneração acima do teto salarial, em um aceno a militares da reserva, como Braga Netto e o próprio presidente. Em junho de 2021, quando era ministro da Defesa, Braga Netto auferiu R$ 101 mil de salário dos cofres públicos.

Publicidade do parceiro Metrópoles 1
Publicidade do parceiro Metrópoles 2
Publicidade do parceiro Metrópoles 3
Publicidade do parceiro Metrópoles 4
Publicidade do parceiro Metrópoles 5
Publicidade do parceiro Metrópoles 6
0

Mais lidas
Siga as redes do Guilherme Amado
Últimas da coluna