Com Bruna Lima, Edoardo Ghirotto, Eduardo Barretto e Paulo Cappelli

Dono do Cruzeiro, Ronaldo vira garoto-propaganda de empresa de apostas

O Ministério da Economia não quis comentar eventuais conflitos de interesse na relação entre Ronaldo e a Betfair; CBF disse não haver vetos

atualizado 28/06/2022 20:04

O ex-jogador Ronaldo, dono do clube de futebol Cruzeiro, posa como embaixador da empresa de apostas esportivas BetfairBetfair/Divulgação

O ex-jogador Ronaldo Nazário, proprietário do Cruzeiro Esporte Clube, tornou-se no último dia 24 embaixador da empresa de apostas esportivas Betfair. A relação comercial estabelece que Ronaldo será um dos principais garotos-propaganda da companhia, ao lado do ex-jogador Rivaldo.

O Cruzeiro foi comprado por Ronaldo após a aprovação da lei que instituiu a Sociedade Anônima do Futebol (SAF). O ex-jogador sacramentou o acordo por 90% das ações do clube no dia 14 de abril.

A Betfair oferece serviços de apostas para os dois torneios que o Cruzeiro disputa neste ano: o Campeonato Brasileiro da Série B e a Copa do Brasil.

Questionada pela coluna sobre eventuais conflitos de interesse no vínculo firmado entre Ronaldo e a Betfair, a CBF informou que não há nenhuma vedação expressa prevista na lei que trata da criação das SAFs.

A coluna pediu um posicionamento para a Secretaria de Avaliação, Planejamento, Energia e Loteria (Secap), mas o Ministério da Economia declarou que a área técnica não se manifestará sobre o tema.

A Secap foi responsável pelo texto que regulamentava as apostas esportivas no país, mas que acabou engavetado por Jair Bolsonaro para não desagradar aliados evangélicos. O tema não deve ser discutido antes das eleições.

 

Mais lidas
Siga as redes do Guilherme Amado
Últimas da coluna