Com Bruna Lima, Edoardo Ghirotto, Eduardo Barretto e Naomi Matsui

Diretor da Viacom chama Rafael Portugal e humoristas de idiotas e é demitido

Diretor foi demitido após uma comediante ter divulgado as ofensas; A Viacom é dona de canais como MTV e Comedy Central

atualizado 15/07/2021 16:33

Reprodução

A Viacom, holding que é dona de canais como MTV e Comedy Central, decidiu demitir o diretor de talentos e música da empresa, Caio Corsalette, após o executivo chamar os humoristas Rafael Portugal, Thiago Ventura e outros comediantes de “idiotas”.

Corsalette foi confrontado pela humorista Manu Maciel em uma chamada, gravada e compartilhada por ela no Instagram.

“Você ofende uma classe da comédia, você nomeia pessoas com quem você acabou de trabalhar e eu aposto qualquer coisa que você não é homem o suficiente para falar na frente desses caras que eles são idiotas”, provocou Maciel. E completou: “Você não vai ofender as pessoas da minha classe de maneira gratuita”.

O diretor riu e desdenhou, perguntando qual a classe dela: “O que você é, Manu?”. A humorista respondeu: “Eu sou comediante, classe que você acabou de chamar de idiota”. Corsalette então disparou: “Manu, é bom que eu nunca vou te contratar, velho”. Quando a humorista informou que trabalhava no Comedy Central, uma das empresas da Viacom, o diretor disse que seria bom demiti-la.

Tentando se justificar pela postura e falas ofensivas, Corsalette alegou que tratou os participantes da reunião como se estivessem na sala de sua casa. “Na sala da minha casa eu não consumo esse tipo de comédia, apesar de eu patrocinar, promover e pagar o salário dessas pessoas”.

Gregório Duvivier, Fábio Porchat e Rafael Portugal, que é funcionário da Comedy Central, comentaram na postagem de Maciel agradecendo por ter defendido a classe. “Mandou muito bem! Já estamos resolvendo isso! Obrigado por defender todo mundo sozinha!”, escreveu Porchat.

À coluna, a Viacom disse que reforça seu posicionamento de valorização da comédia e ao talento de cada profissional da classe, e confirmou que o executivo em questão não faz mais parte do quadro de funcionários da empresa.

(Atualização, às 8h42 de 15 de julho de 2021: Caio Corsalette enviou nota à coluna em que diz ter errado sobre suas falas: “Sobre o áudio em que faço considerações sobre comediantes: errei. Por isso peço desculpas de forma clara e aberta. A fala não condiz com o que penso como profissional”).

(Atualização, às 16h26 de 15 de julho de 2021: À coluna, a assessoria de imprensa de Caio Corsalette informou que ele não foi demitido, mas que está “em meio a uma negociação de rescisão consensual com a Viacom”). 

Assista à íntegra do vídeo abaixo:

 

Siga as redes do Guilherme Amado
Últimas da coluna