Com Bruna Lima, Edoardo Ghirotto, Eduardo Barretto e Natália Portinari

Arthur Lira ganha controle de órgão de combate à seca no governo Lula

Indicado do presidente da Câmara foi renomeado para a diretoria do órgão

atualizado 24/01/2023 18:16

O presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira, conseguiu assegurar o controle sobre o DNOCS (Departamento Nacional de Obras Contra as Secas) no governo Lula.

É o primeiro órgão de segundo escalão, entre os cobiçados pelo Centrão, que tem um apadrinhado político definido em uma negociação no governo Lula.

O diretor Fernando Marcondes de Araújo Leão havia sido exonerado em 1º de janeiro. Em 13 de janeiro, após Lira intervir, sua exoneração foi tornada sem efeito e Leão voltou ao cargo.

Segundo fontes próximas de Lira, Luis Tibé, deputado do Avante de Minas Gerais, e ele trabalharam junto no governo Lula pela manutenção de Leão no cargo.

O órgão é responsável por ações de combate à seca e costuma ser usado como destino de emendas parlamentares. Em 2023, seu orçamento é de R$ 905 milhões.

Procurado, o ministro da Casa Civil, Rui Costa, que assinou a “renomeação” de Leão, disse que não é sua atribuição acompanhar a negociação política dos cargos.

“Eu não faço qualquer conversa sobre composição de nenhuma instância. A atribuição não é da Casa Civil, é do ministro (Alexandre) Padilha, da SRI (Secretaria de Relações Institucionais)”, afirmou.

Padilha não respondeu.

Mais lidas
Siga as redes do Guilherme Amado
Últimas da coluna