Com Bruna Lima, Edoardo Ghirotto, Eduardo Barretto e Lucas Marchesini

Apps que roubam dados serão maior ameaça virtual em 2022

Relatório aponta que ransomwares continuarão sendo maior ameaça digital neste ano

atualizado 13/01/2022 14:18

homem digitando no computadorGetty Images

Aplicativos que sequestram dados eletrônicos dos usuários continuarão sendo as maiores ameaças virtuais em 2022. A tendência é apontada em um relatório da empresa especializada em crimes cibernéticos Apura Cyber Intelligence.

Nomeados “ransomwares”, os hackers miram empresas de países ricos e pobres, desde grandes corporações multimilionárias até clínicas de saúde e hospitais. Os aplicativos roubam dados eletrônicos vitais das vítimas e exigem resgates financeiros em troca.

Em 2021, esse tipo de ataque foi sofrido por empresas brasileiras, privadas e públicas, como a Procuradoria-Geral da Fazenda. A Companhia Paulista de Força e Luz, por exemplo, chegou a ter informações colocadas à venda na dark web, endereços virtuais propositalmente escondidos pelos seus criadores.

Já leu todas as notas e reportagens da coluna hoje? Clique aqui.

Siga a coluna no Twitter e no Instagram para não perder nada.

Mais lidas
Siga as redes do Guilherme Amado
Últimas da coluna