Com Bruna Lima, Edoardo Ghirotto, Eduardo Barretto e Paulo Cappelli

Alvo da PF, Jair Renan Bolsonaro diz que quer entrar para a política

Filho de Bolsonaro, influenciador digital é investigado pela Polícia Federal

atualizado 02/07/2022 10:12

Jair Renan, filho numero 4 de Bolsonaro. Ele tem cabelos e barba pretos - MetrópolesIgo Estrela/Metrópoles

O influenciador digital Jair Renan Bolsonaro, filho de Jair Bolsonaro, afirmou na terça-feira (28/6) que quer entrar para a política em 2028. Renan Bolsonaro é alvo de um inquérito da PF que apura supostos crimes de tráfico de influência e lavagem de dinheiro que envolvem negócios de sua empresa, a Bolsonaro Jr Eventos.

“Eu pretendo sim vir à política, mas só em 2028, porque acredito que meu pai será reeleito”, disse Renan Bolsonaro à rádio Sucesso News Bsb, onde ele tem um programa desde janeiro. Renan está inelegível nesta eleição por causa do parentesco com o presidente. Diego Torres e Eduardo Torres, irmãos de Michelle Bolsonaro, também estão proibidos de se candidatar, apesar de se colocarem como pré-candidatos nas redes sociais, como mostrou o repórter Evandro Éboli.

Parentes do presidente em até segundo grau só podem se candidatar se já ocuparem algum cargo e tentarem a reeleição. Será o caso de Eduardo Bolsonaro, que busca mais um mandato na Câmara.

Em depoimento à PF em abril, um ano após a abertura do inquérito, Renan Bolsonaro confirmou ter recebido ajuda do lobista Marconny Faria, alvo da CPI da Pandemia, para criar sua empresa, a Bolsonaro Jr Eventos. Os contratos de aluguel e reforma do escritório de Renan chegaram a R$ 158 mil.

Mãe de Renan e ex-mulher de Jair Bolsonaro, a advogada Ana Cristina Valle se candidatará a deputada distrital pelo PP. Ao lado do filho na rádio, confessou não ter vontade de buscar um cargo no Poder Executivo. “Pode ver o próprio Jair, foi para o Executivo e já envelheceu uns 20 anos.”

Publicidade do parceiro Metrópoles
0

Mais lidas
Siga as redes do Guilherme Amado
Últimas da coluna