Observadora do cenário político do DF, lança luz nos bastidores do poder na capital.

Vídeo. Damares para Arruda: “Nunca morei na Papuda, mas sei onde fica”

Em referência ao ex-governador Arruda, Damares Alves disse que "o marido de uma candidata" a chamou de prostituta e amante de homem casado

atualizado 26/09/2022 13:36

Fotografia colorida de mulher apontando para o lado direito dela Reprodução

A ex-ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos Damares Alves (Republicanos-DF) gravou mais um vídeo em que diz ter sido chamada, novamente, de “prostituta”. Ela afirma que “o marido de uma candidata, ontem, parou o carro que estava com um adesivo meu e novamente gritou, no meio da rua, que eu sou prostituta, que eu sou vadia e amante de homem casado”. Damares não menciona nomes explicitamente, mas a coluna apurou com fontes próximas à ex-ministra que ela se refere ao ex-governador José Roberto Arruda (PL), marido de Flávia Arruda (PL), que disputa contra Damares o cargo de senadora do Distrito Federal.

Vídeo. Damares Alves manda recado após ser chamada de “prostituta velha”

No vídeo gravado domingo (25/9), Damares rebate acusação de que não conhece o Distrito Federal e diz, inclusive, que sabe onde fica o Setor Policial. É lá onde está a Superintendência da Polícia Federal, na qual o Arruda ficou preso por dois meses durante a investigação do Mensalão do DEM.

“Falam que eu não conheço Brasília. Sou daqui há 24 anos. Conheço as cidades-satélites e o Entorno. Nunca morei na Papuda, mas sei onde fica. Sei onde fica o Setor Policial também. Para de tanta baixaria! Vamos discutir ideias”, disse Damares.

Assista ao vídeo:

Publicidade do parceiro Metrópoles 1
0

As pesquisas estimuladas de intenção de voto apontam Flávia na liderança, com Damares logo atrás. A última semana de campanha eleitoral promete.

À coluna, Arruda afirmou que não tem “nada a comentar”. Pouco depois, contudo, o ex-governador disse que não ataca ninguém. “Estou pedindo votos para minha campanha. Não estou atacando ninguém. Nunca fiz e nunca farei isso. Estou sendo atacado, inclusive na minha honra, com vídeos na internet , mas não responderei. Continuarei numa campanha limpa e propositiva, como sempre fiz em 30 anos de vida pública”, declarou.

Mais lidas
Últimas notícias