Observadora do cenário político do DF, lança luz nos bastidores do poder na capital.

PMDF reabre pregão de R$ 7,7 mi para comprar coletes à prova de balas

A licitação prevê aquisição de 3.548 equipamentos de diferentes tipos. Corporação precisa repor itens que estão prestes a vencer

atualizado 17/05/2021 14:29

PMDF/Divulgação

A Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF) retomou o pregão eletrônico para a compra de 3.548 coletes de proteção balística com níveis de blindagem diversos. o aviso de licitação foi publicado nesta segunda-feira (17/5), no Diário Oficial do DF. Ele ocorre após readequações nas especificações e no quantitativo dos equipamentos a fim de dar maior proteção aos profissionais de segurança.

No documento, o prazo limite para receber propostas é 31 de maio. O valor total do pregão, previsto pela modalidade de menor preço, caiu desde a última suspensão, em 10 de maio. O preço de oferta inicial, que era de R$ 7,9 milhões, passou para R$ 7,7 milhões.

A publicação no DODF torna pública aos interessados a abertura do Pregão Eletrônico nº 32, de 2020. O certame prevê a compra de 842 coletes de nível III-A, com proteção balística e contra perfurocortante; 2.057 equipamentos nível III-A, com painéis balísticos e capas externas. Além deles, havia a expectativa de adquirir 539 coletes nível II-A e 110 de nível III.

Veja publicação:

PMDF reabre pregão para compra de coletes

 

O que diz a PMDF

Em nota, a PMDF informou que a suspensão do certame para aquisição de coletes balísticos, em 10 de maio, se deu por um erro material na quantidade de coletes femininos. “Diante disso, o contrato teve de ser revisto com relação à quantidade e aos valores de cotação”, explicou.

“Os coletes a serem adquiridos possuem proteção para perfurocortante e disparos de arma de fogo, eles serão usados por policiais do Comando de Missões Especiais e pelo serviço de inteligência da corporação. A PMDF possui coletes suficientes para a tropa, porém, um lote irá vencer e é necessário repor.”

Últimas notícias