Observadora do cenário político do DF, lança luz nos bastidores do poder na capital.

Pandemia acelerou transformação digital da educação, diz novo subsecretário

Helber Vieira foi nomeado como chefe de Inovação e Tecnologias Pedagógicas e de Gestão, da Secretaria de Educação do DF

atualizado 07/05/2020 13:27

O novo subsecretário de Inovação e Tecnologias Pedagógicas e de Gestão, da Secretaria de Educação do DF, Helber Ricardo Vieira, disse à coluna Grande Angular que levar internet para todas as escolas é prioridade diante da nova realidade provocada pela pandemia do coronavírus.

Segundo Vieira, o objetivo da pasta é transformar o DF em referência nacional em inclusão digital e tecnologias educacionais na área pedagógica. Para enfrentar os desafios, a subsecretaria vai montar um time com profissionais familiarizados com o ramo de atuação.

“A gente tem de levar tecnologia para a ponta, para a sala de aula. E aí uma questão muito importante é finalizar a conexão de internet para todas as escolas. Essa tem de ser uma grande prioridade”, destacou Vieira.

A pasta ganha papel de protagonismo no contexto provocado pela Covid-19. Na avaliação do subsecretário, a pandemia revela que todos são dependentes de tecnologia.

“Mesmo após o fim do distanciamento social, há possibilidade de haver intermitência e talvez a gente tenha que se afastar de novo. A tecnologia, só por essa questão da pandemia, vai ser tornar relevante por mais dois ou três anos. Isso acelera a transformação digital da educação”, disse.

Depois da pandemia da Covid-19, a educação tende a consumir mais das novas tecnologias, que vão assumir papel de protagonismo no direito à educação, na avaliação de Vieira.

“As novas tecnologias não são apenas da parte de hardware. A gente vai precisar ressignificar as tecnologias pedagógicas para incluir estudantes e modificar a trajetória deles no contexto de individualização das aprendizagens”, destacou.

Na opinião de Helber, a ida dele para a subsecretaria se justifica no sentido de aliar a competência de gestão à necessidade educacional, bem como pelo momento-chave que a população precisa enfrentar.

A rede pública de ensino do DF tem quase 700 escolas e 460 mil alunos. A Companhia de Planejamento do DF (Codeplan) indica que 6% dos estudantes do Distrito Federal não têm acesso a computador. Vieira garantiu que um diagnóstico preciso será feito pela subsecretaria.

“A gente também vai se debruçar, agora, em um plano para oferecer oportunidade educacional de modo inclusivo. Temos uma preocupação muito grande para que essas oportunidades cheguem a todos”, frisou.

Publicidade do parceiro Metrópoles 1
Publicidade do parceiro Metrópoles 2
0

O subsecretário salientou que é preciso oferecer ferramentas digitais necessárias para o novo modelo de educação e capacitar professores para utilizá-las.

“Então, estamos falando de usar a plataforma – a gente já está com o Google Class no ar –, mas ela pode e deve ser implementada com várias outras tecnologias pedagógicas. Um exemplo disso é a realidade aumentada, que permite a visualização do esqueleto humano na mão dos nossos estudantes”, ressaltou.

A Secretaria de Educação do DF oferta teleaulas para os alunos, mas as atividades não entram na contagem dos dias letivos. As aulas presenciais estão suspensas até 31 de maio nas redes pública e particular do Distrito Federal.

Perfil

Antes de assumir o novo cargo, Vieira era subsecretário de Educação Básica. A antiga função será exercida por Tiago Cortinaz da Silva, que era assessor do secretário de Educação do DF, João Pedro Ferraz, e cuidava dos projetos de gestão compartilhada de escolas com a Polícia Militar.

Vieira é conselheiro distrital de Educação. O subsecretário atuou como professor de programas de MBA da Fundação Getulio Vargas (FGV), da Escola Nacional de Administração Pública (Enap) e do Ibmec.

O subsecretário também foi titular da Subsecretaria de Planejamento e Avaliação, da Secretaria de Educação, diretor de Governança, Estratégia e Projetos da Defensoria Pública do Distrito Federal (DPDF) e assessor da Presidência do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep). No Ministério da Agricultura, foi coordenador-geral de Planejamento Estratégico. Vieira é coautor do livro Canvas de Projeto: Como Transformar Ideias em Projetos.

Mais lidas
Últimas notícias