Observadora do cenário político do DF, lança luz nos bastidores do poder na capital.

Novo decreto confirma proibição de reabertura do comércio até dia 11

Edição extra do Diário Oficial com os detalhes da retomada das atividades na capital deve sair a partir da terça-feira (05/05)

atualizado 02/05/2020 13:20

Foi publicada em edição extra do Diário Oficial do DF deste sábado (02/05) a nova data de abertura do comércio na capital. O documento assinado pelo governador Ibaneis Rocha (MDB) confirma a mudança no Decreto nº 40.583, de 1 de abril de 2020. Agora, o texto fala que as atividades ficam suspensas até o dia 10 de maio, em mais uma medida para evitar a propagação do novo coronavírus.

O decreto detalhado sobre como será a abertura deve sair no Diário Oficial do DF a partir de terça-feira (05/05).

A previsão anterior era a de que lojas e outras atividades voltassem, com restrições, a partir deste domingo (03/05). Porém, após reunião com integrantes das secretarias de Saúde e Mobilidade e da Companhia de Planejamento do DF (Codeplan), o chefe do Executivo local alterou a situação.

“Chegamos à conclusão de que precisamos de um pouco mais de tempo para nos adequarmos ao retorno das atividades. Portanto, seja qual for a posição da Justiça, decidimos que o retorno das atividades não ocorrerá antes do dia 11”, afirmou Ibaneis à coluna Grande Angular, ainda na quarta-feira (29/04).

O GDF também depende de uma decisão referente a processo que corre na Justiça Federal, que deve sair entre segunda (04/05) e terça-feira (05/05): a ação civil pública movida pelos ministérios públicos do DF e Territórios (MPDFT), Federal no DF (MPF-DF) e do Trabalho (MPT).

Da mesma forma, o início da fiscalização e das multas para quem não usar máscaras nas ruas também será adiado. De acordo com o governador, não foi possível produzir os itens em quantidade suficiente para atender a demanda.

Mais lidas
Últimas notícias