Observadora do cenário político do DF, lança luz nos bastidores do poder na capital.

Margarete Coelho é a única mulher que concorre à Diretoria Executiva do Sebrae

A deputada federal Margarete Coelho (PP-PI) tem mandado marcado por projetos em defesa da mulher e diálogo com os demais Poderes

atualizado 28/11/2022 19:39

Fotografia colorida de mulher de cabelos escuros sorrindo Reprodução/Twitter

A deputada federal Margarete Coelho (PP-PI) é a única mulher que concorre a uma vaga na Diretoria Executiva do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae).

A eleição da cúpula do Sebrae ocorre nesta terça-feira (28/11). Margarete Coelho é a indicada para a função de diretora de administração e finanças. Também serão escolhidos o presidente e o diretor técnico da entidade.

Na Câmara dos Deputados, Margarete Coelho foi autora do projeto de lei de violência política e da proposta que institui o sinal vermelho contra violência doméstica. A parlamentar foi a relatora e autora do texto aprovado para tornar crime o assédio moral. Margarete Coelho também atuou como coordenadora do grupo de trabalho do Pacote Anticrime.

“Essa nossa experiência de um bom relacionamento com os Poderes Judiciário, Legislativo e Executivo podemos levar para o Sistema S”, disse.

Margarete Coelho foi a primeira mulher vice-governadora do Piauí, eleita na chapa de Wellington Dias (PT), em 2014. Antes, teve um mandato como deputada estadual do PI.

Advogada com doutorado em políticas públicas, Margarete Coelho ganhou destaque na Câmara dos Deputados por atuar em defesa das mulheres.

Recentemente, o presidente Jair Bolsonaro sancionou a lei de autoria de Margarete Coelho que inclui o Plano Nacional de Prevenção e Enfrentamento à Violência contra a Mulher na Política Nacional de Segurança Pública e Defesa Social.

A partir dessa lei, o governo fica obrigado a determinar previsão de ações, estratégias e metas específicas sobre a violência contra a mulher.

Mais lidas
Últimas notícias