Observadora do cenário político do DF, lança luz nos bastidores do poder na capital.

Hospital de Campanha do Autódromo é liberado a receber novos pacientes

O Hospital de Campanha do Autódromo de Brasília foi impedido de acolher mais doentes após vistoria da Vigilância Sanitária há uma semana

atualizado 18/06/2021 14:40

Hospital de campanha Covid-19 autódromoIgo estrela/Metrópoles

A Diretoria de Vigilância Sanitária (Divisa), da Secretaria de Saúde do Distrito Federal, liberou o Hospital de Campanha do Autódromo de Brasília para receber novos pacientes, nesta sexta-feira (18/6). A autorização saiu após uma semana de restrição.

Há sete dias, fiscais encontraram inconformidades na unidade e pediram à empresa responsável pelo hospital, Mediall Brasil, que fizesse as mudanças necessárias. Nesta manhã, uma nova vistoria foi realizada e os profissionais decidiram que há segurança para tratamento contra a Covid-19 de novos pacientes.

“Todos os apontamentos foram sanados e o hospital não oferece riscos potenciais à saúde. Os pacientes que são internados no local chegam encaminhados pela Central de Regulação da Secretaria de Saúde”, afirmou a Divisa.

Em nota, a assessoria do Hospital de Campanha do Autódromo disse que a equipe técnica da Vigilância Sanitária “constatou que a unidade médica cumpriu todos os requisitos exigidos e observados pela última vistoria do órgão”.

“Com isso, o Hospital de Campanha do Autódromo está liberado para receber os pacientes da Covid-19 na unidade, além de continuar prestando o serviço médico necessário àqueles que já se encontram internados em suas instalações”, afirmou.

Últimas notícias