metropoles.com

DF: saiba como funcionará o transporte gratuito no domingo de eleições

A população do DF poderá utilizar o transporte público de graça, no período entre 6h e 19h do próximo domingo (30/10)

atualizado

Compartilhar notícia

Igo Estrela/Metrópoles
aglomeração ônibus
1 de 1 aglomeração ônibus - Foto: Igo Estrela/Metrópoles

As catracas dos ônibus e do metrô no Distrito Federal estarão liberadas no domingo (30/10). O governador Ibaneis Rocha (MDB) determinou a gratuidade do transporte público no dia da votação do segundo turno das eleições, conforme estabelecido em decisão judicial.

O transporte de graça vale em todo o DF, a partir das 6h (duas horas antes do início da votação eleitoral), até as 19h. Apenas os coletivos do Entorno não estão incluídos na medida excepcional.

No segundo turno, DF e 25 estados terão transporte gratuito. Veja regras

Os ônibus da área urbana vão circular conforme a tabela de sábado. Na área rural, os coletivos vão rodar nos horários vigentes durante a semana.

O secretário de Transporte e Mobilidade do DF, Valter Casimiro, explicou à coluna que nenhum documento será cobrado para que os cidadãos tenham acesso ao benefício.

O Distrito Federal tem 2,2 milhões de cidadãos aptos a votar. No último dia 2 de outubro, primeiro turno das eleições, 300 mil brasilienses deixaram de exercer esse direito.

O presidente do Tribunal Regional Eleitoral do DF (TRE-DF), desembargador Roberval Belinati, disse que o transporte gratuito pode encorajar os brasilienses que não votaram no primeiro turno a comparecer no segundo turno.

“A medida vai aumentar a acessibilidade dos eleitores ao voto, fazendo diminuir a abstenção, que foi de 17,54% no primeiro turno no DF, quando 300 mil eleitores deixaram de comparecer às seções eleitorais”, ressaltou.

No primeiro turno, os eleitores votaram para presidente, governador, senador, deputado federal e deputado distrital. Já no segundo turno, os cidadãos aptos a votar no DF deverão escolher apenas o candidato à Presidência da República: Jair Bolsonaro (PL) ou Lula (PT).

Liminar

O juiz Carlos Maroja expediu liminar, na segunda-feira (24/10), a fim de obrigar o GDF a conceder transporte gratuito. Na decisão, o magistrado afirma que uma parcela considerável da população corre o risco de ter o direito ao voto prejudicado “em decorrência do notório alto custo das passagens dos transportes públicos no Distrito Federal, o que violaria injustamente os princípios constitucionais acima referidos (democracia e ampla acessibilidade às funções sociais da cidade)”.

Segundo o magistrado, os custos com a medida de liberação das tarifas exclusivamente no dia e no horário das eleições “não seriam tão extraordinários que não pudessem ser suportados pelo poder público, especialmente para o atendimento de necessidade política tão elementar como a de votar no dia das eleições”.

Compartilhar notícia

Quais assuntos você deseja receber?

sino

Parece que seu browser não está permitindo notificações. Siga os passos a baixo para habilitá-las:

1.

sino

Mais opções no Google Chrome

2.

sino

Configurações

3.

Configurações do site

4.

sino

Notificações

5.

sino

Os sites podem pedir para enviar notificações

metropoles.comNotícias Gerais

Você quer ficar por dentro das notícias mais importantes e receber notificações em tempo real?

Notificações