Observadora do cenário político do DF, lança luz nos bastidores do poder na capital.

Desembargador repudia pedido de prisão de Moraes: “Lamentável”

Desembargador do TRE-DF, Souza Prudente repudiou, ao vivo, a fala do ex-colega que pediu a prisão do ministro Alexandre de Moraes

atualizado 25/11/2022 9:27

Imagem colorida de videochamada Reprodução/TRE-DF

O desembargador do Tribunal Regional Eleitoral do Distrito Federal (TRE-DF) Souza Prudente repudiou a fala do colega que pediu a prisão do presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Alexandre de Moraes.

Souza Prudente lamentou a “incitação pública à prisão do presidente do TSE”, feita pelo desembargador recém-aposentado Sebastião Coelho, ex-vice-presidente do TRE-DF.

“Quero parabenizar o presidente do Tribunal Superior Eleitoral, ministro Alexandre de Moraes, de uma cultura incontestável – um dos maiores constitucionalistas que temos no Brasil –, não só pela cultura, mas também pela sua coragem e determinação, no sentido de decidir, com mão firme, contra aqueles que pretendem atentar contra o regime democrático e o Estado de Direito”, disse Souza Prudente, durante sessão do TRE-DF, nesta quinta-feira (24/11).

Publicidade do parceiro Metrópoles 1
Publicidade do parceiro Metrópoles 2
0

Em seguida, o desembargador eleitoral criticou o discurso que ex-vice presidente do TRE-DF Sebastião Coelho fez em cima de um minitrio elétrico, na manifestação que ocorre em frente ao QG do Exército, em Brasília.

“Também quero aqui repudiar, em público, lamentavelmente, a manifestação de um ilustre ex-colega nosso que ocupou o cargo de vice-presidente e corregedor por uma incitação pública à prisão do presidente do Tribunal Superior Eleitoral. Quero aqui repudiar as manifestações do desembargador aposentado Sebastião Coelho”, afirmou Souza Prudente.

Diplomação dos eleitos no DF será no QG do Exército

No último domingo (20/11), Sebastião disse que “a solução será prender Alexandre de Moraes”.

Em frente ao QG do Exército, Sebastião Coelho disse que “80% dos juízes e juízas do Brasil, de primeira e segunda instâncias, não estão de acordo com o que está fazendo o Supremo Tribunal Federal”.

O desembargador aposentado falou para cidadãos insatisfeitos com a eleição de Lula (PT), que estão acampados desde o dia 30 de outubro.

“A solução será prender Alexandre de Moraes. E eu dou a base legal para isso: temos de fazer tudo de acordo com a Constituição e com as leis. O senhor ministro Alexandre de Moraes, há muito, não respeita a Constituição”, afirmou.

Mais lidas
Últimas notícias