Observadora do cenário político do DF, lança luz nos bastidores do poder na capital.

Com casa, apartamento e investimentos, Agnelo declara R$ 1 mi em bens

O ex-governador Agnelo quer concorrer a deputado federal nestas eleições. Ele declarou à Justiça Eleitoral que possui R$ 1 milhão em bens

atualizado 26/07/2022 15:50

Ex-governador do DF Agnelo Queiroz (PT)FELIPE MENEZES/METRÓPOLES

O ex-governador do Distrito Federal Agnelo Queiroz (PT) declarou, este ano, R$ 1.092.957 em bens à Justiça Eleitoral.

Segundo a lista apresentada no pedido de registro da candidatura a deputado federal, Agnelo tem casa de R$ 471.431 e apartamento de R$ 52.915.

Os outros bens de Agnelo são: depósito bancário em conta corrente (R$ 143.674) e aplicação de renda fixa (R$ 424.935).

Agnelo fez, em 2014, declaração de bens à Justiça Eleitoral. À época, como candidato à reeleição de governador, afirmou que possuía R$ 906.583,95. Ele não se reelegeu.

Há oito anos, porém, o então governador do DF não tinha casa nem apartamento, apenas carro, fundo de capitalização, participação societária, aplicações e investimentos e caderneta de poupança, de acordo com a declaração.

Confira a declaração de 2022:

Veja a declaração feita em 2014:

Inelegibilidade

Na última sexta-feira (22/7), a executiva nacional da Federação Brasil da Esperança, composta por PT, PV e PCdoB, aprovou a inscrição do ex-governador do DF Agnelo Queiroz para ser um dos candidatos à Câmara dos Deputados. A decisão foi tomada mesmo com a atual situação de inelegibilidade de Agnelo, que aguarda julgamento de recurso no Supremo Tribunal Federal (STF).

Colaborou Igor Gadelha

Mais lidas
Últimas notícias