metropoles.com

Alunos ficam sem merenda em escola do DF por causa de greve

Apesar da despensa da unidade escolar ter alimentos como arroz, carne e óleo, não havia profissionais para preparar a comida dos estudantes

atualizado

Compartilhar notícia

Material cedido ao Metrópoles
Cozinha da Escola Classe 203 de Santa Maria vazia durante greve de servidores
1 de 1 Cozinha da Escola Classe 203 de Santa Maria vazia durante greve de servidores - Foto: Material cedido ao Metrópoles

Os alunos da Escola Classe 203 de Santa Maria ficaram sem alimentação, nesta quarta-feira (4/10), por causa da greve dos merendeiros.

Apesar da despensa da unidade escolar ter alimentos como arroz, carne e óleo, não havia profissionais para preparar a comida dos estudantes.

A Escola Classe 203 de Santa Maria atende 1,2 mil crianças de 6 a 12 anos. O diretor do Sindicato dos Professores no Distrito Federal (Sinpro-DF) e membro do Conselho de Alimentação Escolar, Samuel Fernandes, disse que os estudantes ficaram cinco horas no colégio sem merenda escolar.

0

“O governo precisa sentar e resolver com urgência as demandas dos trabalhadores para o fim da greve. Não dá para mais de 1.200 alunos ficarem 5 horas na escola sem a merenda escolar”, declarou.

Os servidores responsáveis por serviços administrativos, os monitores, psicólogos, merendeiras e outros profissionais de apoio da rede pública de ensino do Distrito Federal entraram em greve no último dia 19 de setembro. Segundo o Sindicato dos Trabalhadores em Escolas Públicas (Sae-DF), 80% do efetivo, de 8.190 pessoas, cruzou os braços.

A categoria reivindica a ampliação da gratificação GIC de 40% para 70% e a reestruturação da carreira.

O que diz o GDF

Em nota, a Secretaria de Educação do DF informou que a Coordenação Regional de Ensino de Santa Maria remanejou funcionárias terceirizadas pra atender a Escola Classe 203 de Santa Maria.

A pasta disse que “adota todas as providências pertinentes em relação ao movimento grevista dos servidores da Carreira de Assistência à Educação (CAE)”.

“A Secretaria de Educação ressalta que já foi determinado judicialmente o imediato retorno às atividades de 50% do contingente de servidores das Carreiras de Assistência à Educação do Distrito Federal, para as específicas atividades realizadas em todas as unidades”, concluiu.

Compartilhar notícia

Quais assuntos você deseja receber?

sino

Parece que seu browser não está permitindo notificações. Siga os passos a baixo para habilitá-las:

1.

sino

Mais opções no Google Chrome

2.

sino

Configurações

3.

Configurações do site

4.

sino

Notificações

5.

sino

Os sites podem pedir para enviar notificações

metropoles.comNotícias Gerais

Você quer ficar por dentro das notícias mais importantes e receber notificações em tempo real?

Notificações