Observadora do cenário político do DF, lança luz nos bastidores do poder na capital.

Ações do BRB disparam após anúncio de sociedade com o Flamengo

Os papéis preferenciais subiram 24,56%, chegando a R$ 55,11. Valor dos ordinários foi para R$ 75,11 – um aumento de 16,79%

atualizado 19/06/2020 20:55

Camisa do FlamengoDivulgação

As ações do Banco de Brasília (BRB) dispararam após a divulgação da sociedade com o Flamengo, publicada com exclusividade pelo Metrópoles. Os papéis preferenciais subiram 24,56%, chegando a R$ 55,11; e valor dos ordinários foram para R$ 75,11 – o que equivale a um aumento de 16,79%.

Como mostrou a Grande Angular, o BRB passará a estampar a camisa do Flamengo, na posição mais nobre: o peito (foto em destaque). Além disso, as duas marcas constarão nos cartões pré-pagos e de débito que serão disponibilizados aos clientes. O Flamengo ostenta a maior torcida do Brasil, com uma legião de 20% dos brasileiros, segundo pesquisa Datafolha, o que corresponde a cerca de 42 milhões de pessoas.

Todas as transações bancárias envolvendo o clube, como pagamento de salários de jogadores e de funcionários, passarão pelo BRB.

O início da vigência do contrato é 1º de julho. O lançamento do banco digital está previsto para o dia 15 do mesmo mês. A plataforma irá oferecer contas digitais e cartões de débito e crédito pré-pago, além de investimentos, produtos previdenciários e de capitalização.

Com validade de três anos, prorrogáveis por mais dois, o acordo estabelece a divisão de lucros igualitária entre o BRB e o Flamengo. Ou seja: 50% para cada. A expectativa do BRB é de abrir 1,5 milhão de contas digitais, emitir 3 milhões de cartões pré-pagos e, já no primeiro ano, movimentar R$ 5 bilhões em transações financeiras.

0

 

Mais lidas
Últimas notícias