Mais do que o Atlético, o Palmeiras é uma ameaça ao Flamengo

Torcida do Grêmio, desesperada com a possibilidade de cair pra Série B, invade o campo e destrói a cabine do VAR

atualizado 01/11/2021 14:53

Abel Ferreira PalmeirasSilvio Avila/Getty Images

O Palmeiras engrenou a sua terceira vitória seguida no Brasileirão e assumiu a vice-liderança, a sete pontos do líder Atlético-MG. A virada foi sobre o Grêmio, em Porto Alegre, com a substancial participação do VAR, que anulou um gol do garoto Elias, ao 40 do segundo tempo. Um impedimento milimétrico, diga-se. Faz parte.

Estamos diante de duas situações antagônicas: o Grêmio, que, por incrível que pareça, começou a temporada sendo apontado como um dos candidatos ao título, parece condenado ao rebaixamento. É o vice-lanterna, com 26 pontos e 32% de aproveitamento. Inacreditável é que o elenco é bom. A dupla de zagueiros, só para citar um exemplo, formada por Geromel e Kannemann, é a mesma que levou o Grêmio ao título da Libertadores em 2017. O time trouxe o reforço de Douglas Costa, que é um jogador caro e ainda com possibilidade de mercado na Europa.

É uma lástima o que acontece com o Grêmio. Sem trocadilho, eu diria que o imortal está prestes a morrer este ano. Para desespero dos seus torcedores, que invadiram o campo e quebraram a cabine do VAR. Complicado, muito complicado.

Por outro lado, o Palmeiras, além de alimentar a remota possibilidade de ainda sonhar com o título do Brasileirão, na verdade está ganhando musculatura para o seu maior decisivo nesta temporada: a  final da Libertadores, dia 27 de novembro, contra o Flamengo, em Montevidéu. O Brasileirão, vamos admitir, é menos importante para o Verdão a esta altura.

Enquanto o Flamengo vive de altos e baixos, o Palmeiras cresce e assusta. Algumas semanas atrás, o time carioca seria apontado como favorito ao título da Libertadores em todas as casas de apostas. Agora, não mais.

Tem muito flamenguista preocupado. Com insônia, até.

Mais lidas
Últimas notícias