Flamengo e Corinthians, juntos, faturam mais que todos em pay-per-view

Essa disparidade financeira tem sido um dos pontos mais criticados pelos clubes que são contra a criação da Liga Brasil

atualizado 19/08/2022 14:21

Flamengo x CorinthiansWagner Meier/Getty Images

Motivo de discórdia para a formação da Libra (a Liga do Futebol Brasileiro), a divisão dos recursos do serviço de pay-per-view do Grupo Globo,  continua mostrando uma grande disparidade em favor dos clubes donos das maiores torcidas, no caso o Flamengo e o Corinthians.

Este ano, o Premiere deve distribuir cerca de R$ 500 milhões aos clubes pelas vendas dos pacotes do Brasileirão 2022. Entre os participantes da Série A, apenas Flamengo e Corinthians possuem por contrato um mínimo garantido que pode extrapolar os valores totais. Nesses casos, a Globo acaba pagando mais caro pelos direitos, sem prejuízo às demais equipes.

Como podemos constatar nos números a seguir, se somarmos os ganhos mínimos garantidos ao Flamengo (R$ 160 milhões) com os do Corinthians (R$ 110 milhões), teremos um total de R$ 270 milhões. Isso é mais do que a soma de outros 10 clubes (R$ 239 milhões) considerados os mais importantes para as transmissões da Globo.

PPV (em milhões)

Flamengo: R$ 160

Corinthians: R$ 110

SaoPauloFC Paulo: R$ 36

Palmeiras: R$ 32

Vasco: R$ 29

Gremio mio: R$ 29

Cruzeiro: R$ 25,2

Atletico: R$ 20

Internacional : R$ 18,8

Santos: R$ 15,6

FluminenseFC: R$ 15,6

Botafogo: R$ 14,2

Para acompanhar as atualizações da coluna, siga o “Futebol Etc” no Twitter; e também no Instagram.

Quer ficar por dentro de tudo que rola no mundo dos esportes e receber as notícias direto no seu celular? Entre no canal do Metrópoles no Telegram e não deixe de nos seguir também no Instagram!

Mais lidas
Últimas notícias