Em mais um capítulo da novela da Fifa, Peru também quer ir para a Copa

O país acredita que - em caso de a Fifa rever a sua posição - o direito de ocupar o lugar no Equador na Copa do Catar é dele, e não do Chile

atualizado 21/09/2022 18:54

Cesar Gomez/Jam Media/Getty Images

E continua a polêmica do caso Byron Castillo (foto). Na semana passada, a Fifa tentou colocar um ponto final no recurso do Chile, que – alegando irregularidade desse atleta do Equador – tentava de todas as mentiras entrar na Copa “pela janela”.

O Chile não se deu por vencido e está recorrendo ao CAS (Court of Arbitration for Sports), que é uma espécie de “Suprema Corte” do desporto.

E para tornar essa novela ainda mais barulhenta, o Peru também cogita a hipótese de recorrer ao CAS. Embora ainda não haja uma posição oficial divulgada, os peruanos pretendem seguir o mesmo caminho. Eles acreditam que, em caso de a Fifa rever sua posição, o direito de ocupar o lugar no Equador na Copa é deles, e não dos chilenos.

É improvável que a Federação Equatoriana de Futebol aceite que o processo seja retomado. Especialistas no direito esportivo entendem que é quase impossível que Peru ou Chile acabem tomando o lugar do Equador no torneio do Catar.

Mas os advogados do Chile e do Peru tem convicção de que o Equador “quebrou regras”, principalmente depois da divulgação de um áudio em que Castillo supostamente admite não ter nascido no Equador, e sim na Colômbia…

Para acompanhar as atualizações da coluna, siga o “Futebol Etc” no Twitter; e também no Instagram.

Quer ficar por dentro de tudo que rola no mundo dos esportes e receber as notícias direto no seu celular? Entre no canal do Metrópoles no Telegram e não deixe de nos seguir também no Instagram!

Mais lidas
Últimas notícias