Como as reações de “amor e ódio” do Craque Neto ajudam a turbinar um técnico no Timão

Aconteceu em 2017 com Fábio Carille, e repete-se agora com Sylvinho, que começa a conquistar a confiança da mídia corintiana

atualizado 05/10/2021 7:05

Torcedor declarado do Corinthians, o Craque Neto surpreendeu os seus telespectadores na Band com uma espécie de ‘mea culpa’ em relação ao técnico Sylvinho. Ele disse ontem no programa ‘Os Donos da Bola’:

“Critiquei o Sylvinho, arrebentei com ele nos primeiros jogos. O time tá certinho. Talvez eu tenha sido idiota ou imbecil de falar aquilo por audiência ou por ele ter sido auxiliar do Tite. O que ele está fazendo nos últimos jogos, peraí! Não era para estar perdendo por 2 a 0 pro Bragantino, era para estar ganhando. Com o jeito todo maluco do Sylvinho, meio Tonho da Lua, o time foi pra dentro”.

Não foi a primeira vez que Neto deixou-se levar pela emoção, pela busca por audiência – como ele mesmo admitiu – e depois foi obrigado a rever o seu apaixonado ponto de vista.

Recorde-se que, em 2017, quando o Corinthians anunciou a efetivação de Fábio Carille como técnico em substituição a Cristovão Borges, Neto foi cruel em suas previsões:

“O Carille não vai ser treinador nunca, diga-se de passagem. É bonzinho, gente boa, minha mãe também era, eu mamei até os 5 anos, mas pra ser treinador, meu irmão, não tem que gritar, ir lá pra cima… Tem que entender de bola. O que o Corinthians está apresentando desde o ano passado, está bem próximo de brigar por um rebaixamento”, disparou.

Logo depois, o treinador deu o troco numa entrevista coletiva: ”Eu recebi um video que me deixou muito chateado. Eu vou encontrar esse cara pra falar com ele pelo desrespeito enorme, primeiro com o ser humano. Te pregam ali na parede e começam a jogar pedra. E são burros ainda, porque nem esperam começar o ano. Dá um mês pelo menos pra começar a cornetar…”, desabafou.

Mas a melhor resposta foi dada dentro de campo. No seu primeiro ano no comando do Timão, Carille conquistou o Campeonato Paulista e o Campeonato Brasileiro. Em 2018, foi bicampeão do Paulista.

Em maio/18, quando Fábio Carille aceitou a proposta do Al Hilal da Arábia Saudita e deixou o clube, a ‘mea culpa’ do Craque Neto foi ainda mais dramática do que essa de ontem:

“Volta, Carille! Não vai embora não”, suplicou Neto, literalmente de joelhos no estúdio de ‘Os Donos da Bola’.  E ainda soltou o verbo contra a diretoria do clube: “Vocês vão levar o Corinthians para disputar 12º e 13º colocado. Vamos ver se o Osmar Loss (o auxiliar que assumiu o time na época) vai aguentar. Vocês mandaram o Carille embora!!”.

O que estamos vendo agora no Corinthians parece mais com a reprise de um filme antigo. Só falta o técnico Sylvinho seguir o ’script’ que lhe cabe e começar a ganhar títulos.

Últimas notícias