Cartola do Equador detona jornalista que insinuou suborno na Copa

O presidente da LigaPro explodiu contra o árabe Amjad Taha: “Um imbecil publica algo estúpido e passamos horas conversando sobre isso”

atualizado 17/11/2022 21:08

Reprodução

Miguel Ángel Loor, presidente da Liga de Futebol Profissional do Equador (LigaPro), explodiu contra o jornalista árabe Amjad Taha, que escandalizou o mundo do futebol ao denunciar uma tentativa de suborno à seleção do seu país.

Amjad Taha, um jornalista árabe, postou no Twitter que oito jogadores da seleção equatoriana teriam sido “subornados” com aproximadamente US$ 8 milhões, para que recuassem no próximo domingo (20/11) contra o Catar e perdessem a partida por 1 x 0.

Indignado com o que foi afirmado por Amjad Taha, o presidente da LigaPro se pronunciou na mesma rede social. “Um imbecil publica algo estúpido e passamos horas conversando sobre isso. Ninguém raciocina nada. Tenho certeza que nosso futebol cresceu; jogadores, torneio, seleção”, disse o dirigente.

“Mas é incrível como gostamos de nos autodestruir. Impossível competir assim. Vamos jogar uma Copa do Mundo, entenda!”, acrescentou o presidente da entidade que rege a Série A e a Série B no Equador.

Para acompanhar as atualizações da coluna, siga o “Futebol Etc” no Twitter; e também no Instagram.

Quer ficar por dentro de tudo que rola no mundo dos esportes e receber as notícias direto no seu celular? Entre no canal do Metrópoles no Telegram e não deixe de nos seguir também no Instagram!

Mais lidas
Últimas notícias