As curiosidades, tendências e novidades do mundo pet

Pets também precisam cuidar dos dentes para evitar doenças graves

Cães e gatos, por exemplo, pode vir a ter problemas no coração, rins e fígado por conta de microrganismos encontrados na boca

atualizado 01/11/2019 20:12

Reprodução/Unsplash

Sentir dor de dente e ficar com mau hálito não é nada agradável. Assim como os humanos, os animais também podem sofrer dos mesmos males. Cães e gatos, por exemplo, pode vir a ter doenças no coração, rins e fígado por conta de problemas bucais.

O quadro pode surgir pelo acúmulo de placas bacterianas, tártaros e cáries na boca do pet – os microrganismos podem entrar na corrente sanguínea e contaminar órgãos vitais. Por isso, os bichinhos também precisam ter uma rotina de higiene bucal e fazer visitas periódicas ao veterinário para cuidar do sorriso.

De acordo com a Dra. Mariana Lage-Marques, especialista em odontologia veterinária, os tutores precisam tirar pelo menos uma vez na semana para escovar os dentes dos cães e dos gatos, mesmo sendo uma missão complicada. O ideal é acostumar o pet a limpeza dos dentes logo cedo.

“Imagine a situação de quem come e não escova os dentes, vai juntar matéria orgânica ali. E com isso o animal pode desenvolver gengivites e periodontites, que são inflamações causadoras de inchaço, dor, vermelhidão e até febre”, esclarece.

A especialista afirma ainda que algumas raças apresentam uma tendência maior a desenvolver problemas bucais, como o yorkshire, shih-tzu, maltês, lhasa-apso, poodle, spitz e pug. Esses bichinhos têm um ph bucal diferente de outras raças.

Alimentação saudável

O cuidado com a alimentação também pode ajudar, por isso é essencial evitar alimentos que prejudicam o metabolismo do animal, como doces e bolachas. Mas, de acordo com Mariana, existem métodos para auxiliar na higiene bucal do animal além da escovação.

“Enxaguantes bucais, sprays e petiscos que diminuem o mau hálito ajudam muito. O método mais eficaz ainda é a fazer é a escovação, pois, só assim, é possível eliminar o tártaro, que é grave e comprime a gengiva, causando dor, desgaste do tecido e do osso”.

Em casos mais graves, quando a gengiva já está marrom e o cheiro muito forte, é necessário levar o animal ao veterinário – só uma limpeza ambulatorial pode ajudar. “O mau hálito também pode ter relação com doenças estomacais e renais, por isso o cuidado de um médico é essencial”, alerta.

Mais lidas
Últimas notícias