Este é um espaço para celebrar a vida e as pessoas. Viaje comigo nesta aventura!

Incêndio em acervo de Nara Roelser destrói obras, como de Vik Muniz

O espaço, situado em Taboão da Serra, em São Paulo, foi atingido por um incêndio de grandes proporções na última quinta-feira (25/3)

atualizado 26/03/2021 20:53

galpão incendioReprodução/Instagram

O incêndio de grandes proporções ocorrido em um galpão na última quinta-feira (25/3), em Taboão da Serra, São Paulo, atingiu, principalmente, o espaço da galerista Nara Roelser. Proprietária de galerias homônimas em Ipanema (RJ), Jardim Europa (SP) e Nova York (EUA), Nara é um dos nomes mais consagrados do país, chegando a representar obras de Vik Muniz e Antonio Dias.

Uma fonte próxima à coluna Claudia Meireles informou que o galpão armazenava 80% do acervo da galerista, incluindo boa parte dos trabalhos de Ângelo Venosa, Abraham Palatnik, Cristina Canale, Carlito Carvalhosa, Júlio Le Parc, Laura Vinci e JR (Jean Réné). O grupo Akle, que administra a construção, disse à imprensa que o estabelecimento estava em dia com as licenças emitidas pelo corpo de bombeiros.

De acordo com Mario Canivelo, assessor de imprensa da galeria Nara Roesler, em casos de incêndio, “há alguns protocolos a serem seguidos. Após a emissão do laudo do corpo de bombeiros e o registro do boletim de ocorrência, procedimento padrão para qualquer incêndio, houve uma perícia técnica da polícia civil e ainda haverá outra das seguradoras. Paralelamente, a galeria deverá fazer o levantamento das obras que estavam no local. Tudo isso é um processo demorado e leva tempo. Só então teremos um panorama completo das perdas.”

Segundo a colunista Lu Lacerda, a galerista (que completou nova idade no dia do incêndio) estava passando a quarentena no México acompanhada do filho, Alexandre, quando soube da notícia.

Mundo afora

O trabalho de Nara Roelser está presente em Nova York desde 2015. Nos dois anos seguintes, ela inaugurou uma pequena galeria, que funcionou até abril de 2020 em um prédio no Upper East Side. Em janeiro deste ano, a marca mudou de endereço, estabilizando-se no bairro do Chelsea.

Essa é uma triste notícia para todos do ramo artístico.

Para saber mais, siga o perfil da coluna no Instagram.

Últimas notícias