Este é um espaço para celebrar a vida e as pessoas. Viaje comigo nesta aventura!

Exclusivo! Quadra bombada do Lago Sul ganhará academia de luxo

Inserido no segmento hiperpremium, empreendimento promete reunir público seleto

atualizado 22/01/2020 18:15

Andre Borges/Esp. Metrópoles

Um novo modelo de academia que faz sucesso mundo afora está prestes a chegar em Brasília. Localizada na QI 11 do Lago Sul, a primeira ultra gym da cidade promete reunir público seletíssimo oferecendo serviço de alto luxo.

Sob comando dos sócios Paulo Albuquerque, Thiago Castro e Murilo Hypolito, a O2 integra o segmento hiperpremium. O empreendimento foi assinado pelo arquiteto Marcos Dourado e segue a linha do Performix House, espaço fitness mais exclusivo do mundo, instalado em Nova York. Com mensalidade de quase US$ 1 mil, apenas convidados podem passar pela catraca da unidade estadunidense.

A ideia se repete na capital federal. O conceito ultra gym deriva dos diferentes espaços de treino acomodados no interior do local. Cada “estação” promove uma experiência. A burn zone, por exemplo, é destinada à alta queima calórica. Já a zen zone permite um momento de relaxamento.

As salas possuem iluminação, climatização, trilha sonora e odorização específicas. A regra vale, também, para a moove zone, velocity zone e a fight zone.

Para mimar os clientes, o estabelecimento fornecerá toalhinhas, energéticos, garrafinhas de água (com e sem gás), café, entre outros agrados.

Os vestuários serão equipados com cosméticos de marcas conceituadas e produtos de higiene pessoal. Tudo faz parte do pacote, que custará R$ 1.000 por mês.

Andre Borges/Esp. Metrópoles

Ainda no serviço VIP, um concierge será destinado aos clientes. E mais: a cada quatro alunos, um professor fará acompanhamento dos exercícios.

Uma pista de corrida ocupará o rooftop do estabelecimento, que também será palco de eventos sociais.

“A ideia é ser uma academia de negócios, para que empresários bem-sucedidos, políticos e advogados possam se encontrar nos lounges para fazer networking“, disse Paulo Albuquerque à coluna Claudia Meireles.

Andre Borges/Esp. Metrópoles

O empresário ainda afirmou que, ao ingressar na O2, o aluno passa por uma avaliação que analisa flexibilidade e qualidade de sono, entre outros indicadores que direcionem o professor a conduzir um treino personalizado.

0

Para saber mais, siga o perfil da coluna no Instagram.

Mais lidas
Últimas notícias