Este é um espaço para celebrar a vida e as pessoas. Viaje comigo nesta aventura!

Escândalo financeiro abala a relação de Harry e Charles; entenda

Os ataques de Harry deixaram Charles "profundamente chocado e ferido". Os insultos começaram após a saída do duque de Sussex da realeza

atualizado 08/12/2021 12:31

Príncipe Charles e HarryJohn Phillips/Getty Images

O The Sun tenta ao máximo saber de todos os babados e barracos protagonizados pela realeza britânica. De acordo com o tabloide britânico, os príncipes Charles e Harry “quase não se falaram” nos últimos oito meses e a relação entre pai e filho está “no nível mais baixo de todos os tempos”. O jornal apurou as informações com uma fonte próxima aos membros da dinastia Windsor.

Se o abismo entre pai e filho já estava grande, piorou no domingo (5/12), conforme contou o informante. O momento de tensão decorre do príncipe Harry ter levantado “preocupações” sobre o magnata saudita Mahfouz Marei Mubarak bin Mahfouz. O bilionário está no centro de uma investigação sobre doações para a instituição de caridade do príncipe Charles.

0
Entenda a treta

No fim de semana, a mídia publicou que Harry recebeu uma doação de 50 mil libras de Mahfouz, em 2013. O valor foi dado para a instituição de caridade Sentebale, criada pelo duque de Sussex. Depois, o magnata concedeu 1,5 milhão de libras para a fundação filantrópica de Charles e recebeu uma honraria. Agora, porém, há uma investigação em curso para saber se o bilionário ganhou a condecoração em troca de dinheiro, após um funcionário da instituição do herdeiro do trono mexer os pauzinhos.

De acordo com um amigo do filho de Lady Di, que preferiu não se identificar ao The Sun, ao abordar a situação, o duque de Sussex definiu o episódio do pai não fiscalizar a própria instituição de caridade como “escândalo”.

O comentário deixou Charles “profundamente chocado e ferido”, segundo o mensageiro. “A última declaração de Harry jogou o pai debaixo do ônibus. Não há como Charles revidar e se defender publicamente, então, ele mantém um silêncio digno”.

Homens com uniformes militares
Pai e filho se encontraram no funeral do príncipe Philip, em abril

A fonte completou: “Este ataque foi mais prejudicial do que o furto nas habilidades parentais de Charles, porque foi um desafio para a forma como ele conduz seus negócios, que é muito mais negativo para o futuro rei”. O informante fez uma avaliação do contexto e acredita que o episódio envolvendo o fim da relação com o magnata esteja na autobiografia de Harry.

Barracos

Ao tabloide, uma fonte disse que o herdeiro do trono optou por “manter um silêncio digno”. Filho da rainha Elizabeth, o príncipe teme que uma briga pública com o filho possa prejudicar o seu futuro reinado. Ele ficou frente a frente com Harry pela última vez no funeral do príncipe Philip, em abril. Ou seja, pai e filho não se falam pessoalmente há oito meses.

“Não há como Charles revidar e se defender publicamente, então, ele mantém um silêncio digno. Essas constantes farpas sobre seu pai na América [Estados Unidos] podem ser prejudiciais para seu reinado. Foram feitas tentativas para limpar o ar, mas eles mal se falam desde o funeral do duque de Edimburgo”, comentou o mensageiro. No período de oito meses, houve apenas algumas conversas turbulentas.

Rainha Elizabeth II e príncipe Charles
Charles é o herdeiro do trono britânico

“Entende-se que houve apenas algumas conversas telefônicas ‘tensas’ desde que Harry e Meghan deixaram o dever real e se  mudaram para os Estados Unidos”, escreveu o The Sun. Charles não teria aceitado a renúncia do filho e da nora dos cargos do alto escalão da Coroa britânica, em março de 2020. A situação se agravou quando os duques de Sussex concederam entrevista à apresentadora Oprah Winfrey em abril.

Príncipe Harry, Meghan Markle e Oprah Winfrey
Clique da entrevista de Harry e Meghan à apresentadora Oprah Winfrey

No bate-papo com Oprah, Harry frisou em determinado momento que havia sido “cortado financeiramente” do orçamento da realeza. Conforme apuração, no ano financeiro de 2020/21, Charles deu aos duques de Sussex mesada de 2 milhões de libras, o equivalente a R$ 14,9 milhões em cotação atual.

Após a abdicação, Harry retornou ao Reino Unido para a inauguração da estátua da mãe, a princesa Diana. O lançamento ocorreu em julho. Na ocasião, o duque de Sussex não se encontrou com o pai. Charles não conhece a neta caçula, Lilibet Diana. A menina nasceu em junho, sendo a primeira integrante da família real a nascer fora das fronteiras da monarquia britânica.

Príncipe Harry e Meghan Markle
Último compromisso de Harry e Meghan na realeza, em março de 2020

Para saber mais, siga o perfil da coluna no Instagram.

Mais lidas
Últimas notícias