PCDF: 60% do quadro de escrivães está desocupado

A posse de profissionais selecionados no próximo certame será insuficiente para cobrir a demanda da corporação

Hugo Barreto/ MetrópolesHugo Barreto/ Metrópoles

atualizado 08/11/2019 21:44

A posse dos escrivães selecionados no concurso atual será insuficiente para resolver o déficit da Polícia Civil do Distrito Federal. Cerca de 63% dos 1 mil postos previstos em lei estão aguardando por servidores e as 300 vagas imediatas só preencherão metade dessa demanda.

Os números se referem aos dados de setembro do Painel Estatístico do Ministério da Economia. Entre novembro de 2018 até setembro deste ano, 27 servidores deixaram a PCDF e 46 dos ativos têm 51 anos ou mais. A idade é o principal indício para atender aos requisitos para aposentadoria.

Além do certame para escrivães, a corporação prepara processo seletivo de agentes, que recebeu aval no início de setembro e está em fase de licitação da banca organizadora. A intenção era publicar os dois editais ao mesmo tempo, entretanto, as restrições orçamentárias e as negociações para equiparação da categoria à Polícia Federal provocaram mudanças nos planos.

Dos 5.649 cargos de agentes possíveis, só 2.470 estão preenchidos. No mesmo período apurado pela coluna Vaga Garantida — novembro de 2018 e setembro último —, 223 cargos ficaram vagos e 357 agentes em atividade têm 51 anos ou mais. O cargo receberá reforço de 1,8 mil profissionais no novo concurso, sendo 600 vagas imediatas e 1,2 mil para formação de cadastro de reserva.

Fim da validade

Em 2014 foi realizado concurso para delegados, papiloscopistas e peritos médico legal. Ao todo, foram oferecidas 417 vagas, sendo 170 imediatas e 147 para formação de cadastro de reserva. A validade foi prorrogada em março do ano passado, por mais 18 meses, prazo que terminou no final de setembro.

Atualmente, a força de trabalho da PCDF — servidores ativos disponíveis para o trabalho —  conta com 262 papiloscopistas, 229 peritos criminais, 756 médicos legistas e 427 delegados. A remuneração inicial oferecida pela corporação varia de R$ 8,6 mil a R$ 16,8 mil

Edital na próxima semana

Os concurseiros interessados na seleção de escrivães da PCDF terão de esperar um pouco mais pelo edital de abertura das 300 vagas. Previsto para esta sexta-feira (08/11/2019), o documento só será divulgado na próxima semana no Diário Oficial do DF.

SOBRE O AUTOR
Letícia Nobre

Jornalista especializada em concursos há mais de 10 anos. Desde 2012, ajuda candidatos de todo o país a lidar não só com suas emoções, mas também com o processo de organização, produtividade e aprendizagem usando técnicas de coaching.

Últimas notícias