*
 
 

Sabe aquela famosa “jornada do héroi”, que a gente tanto gosta de ver em uma história? Batalha, conflito, dúvida e vitória. E quando temos a oportunidade de conhecer pessoas assim na vida real? Melhor ainda! Quero compartilhar uma história assim.

No meu convívio de Instagram, conheço diversas jovens almas inquietas querendo trabalhar com moda e marketing, mas não sabem por onde começar. O meu conselho é sempre o mesmo: “dá uma volta no shopping, deixa uns currículos, começa trabalhando com venda”. Algumas pessoas agradecem e outras me mandam tomar naqueles lugar (sério!). O trabalho duro nunca foi tão menosprezado. Tadinhos! Amamos ler sobre ele na trajetória no héroi, mas achamos que não serve para nós e que diplomas, MBAs, coachings e livros de autoajuda são o suficiente.

Sou uma grande defensora da mão na massa, do contato com pessoas, do “faça qualquer coisa que te faça suar e te desafie”. E a entrevistada de hoje compartilha desta ideia comigo.

Stella Sartorio é disputada no varejo de moda da cidade. Ela jamais falaria isso dela mesma, mas estou aqui para confirmar! Ela se formou na universidade, mas o varejo foi o seu grande “doutorado”. Hoje é referência em operação de negócios da indústria fashion e atendimento.

Ela arrumou um vaga na sua agenda de empresária e mãe para conversar comigo e tornar a nossa sexta quente de setembro mais inspiradora!

Qual a sua ocupação?
Após anos trabalhando no comércio, para empresas que tenho eterna admiração e gratidão, recentemente assumi a direção criativa da marca Use Na Praia, juntamente com minha sócia Helen Morais. Juntas, fazemos toda a parte de criação/estilo e nos dividimos nas demais tarefas. Toco a parte administrativa, produção e operação da marca.

Como escolheu a carreira?
Não fui eu quem escolhi, ela me escolheu. Estava com 16/17 anos, as festas de final de ano se aproximavam e eu queria muito viajar no Réveillon. Pensei então que era hora de começar a trabalhar e ganhar o meu próprio dinheiro. Saí à procura e consegui uma vaga como freelancer na Riachuelo. Nunca vou esquecer da loucura dessa primeira experiência! Quer ter certeza se você tem vocação para vendas e trabalhar com o público? Comece por uma loja de departamentos. Das duas uma: ou você desiste ou nunca mais você sairá desse mundo. E foi assim comigo.

A carga horária e a rotina iriam comprometer meus estudos, então não continuei com a vaga que me foi oferecida, mas ainda queria trabalhar e ajudar meus pais a pagar a minha faculdade.

Comecei então a fazer eventos no Parkshopping. Conheci a dona da loja Mixed, Isabela Gontijo. Ela me convidou para fazer parte da equipe dela como vendedora. A loja era linda! Eu morava em Brasília há apenas cinco anos, vim do interior da Paraíba, nem shopping tinha. A Mixed foi a minha escola: aprendi a vender, me relacionar com as pessoas, etiqueta, cultura, gestão de equipe.

Depois, passei pela maison Ana Paula, minha grande faculdade. Aprendi outra visão de gestão, pude acompanhar de perto a administração de uma empresa. Ana Paula foi outra mãezona, fez questão de me apresentar e me ensinar o backstage do comércio. Me apresentou grandes marcas e pessoas influentes do meio. Assim, mais um ciclo se fechou com o encerramento da marca.

Arquivo pessoal

Stella e Ana Paula

 

A próxima parada foi a Ateen, onde vivi outra maravilhosa experiência. Absorvi o máximo que pude das minhas duas supervisoras, Joana e Verônica, ambas donas de uma postura ética e gestão memoráveis.

Arquivo pessoal

Na loja Ateen

 

Logo em seguida foi o nascimento da marca Use Na Praia, além de continuar um trabalho com a marca Cris Barros. Concilio tudo isso com o papel de mãe de dois filhos pequenos. É uma correria louca pra me dividir entre amor, educação e casamento. A vida se encarregou de tudo, e na hora certa hoje trabalho com o que sempre quis. E essa é a realização de um grande sonho.

Arquivo Pessoal

Stella e a filha Manu

 

Qual a sua formação e quais cursos/trabalhos considerou essenciais?
Sou formada em jornalismo. Apesar de achar que moda e comércio têm uma certa ligação com a profissão, logo tive certeza que seria apenas para ter um diploma mesmo, pois eu não largaria o varejo. Fiz cursos na área de gestão de equipes e excelência em vendas.

Poderia dar algumas dicas para quem quer começar a trabalhar na área?
Primeiramente, seja sempre verdadeiro. Essa é maior qualidade de um vendedor de sucesso. Estude, pesquise, seja ativo, responsável, busque conhecimento, fique antenado em tudo que está acontecendo a sua volta. Viva uma experiência para poder passar uma experiência. E boa sorte!

Quais os maiores desafios da sua área hoje e como você acha que está o mercado?
O maior desafio é manter-se motivada diante de um cenário de crise atual. E o mercado está carente de bons profissionais nesta área. É um momento no qual as pessoas deveriam se dedicar ainda mais para obter bons resultados, e infelizmente não é o que vem acontecendo.

Uma pessoa (ou pessoas) que te inspira e por que?
Minha maior inspiração hoje é o meu esposo e seus sócios. Juntos, eles construíram a R2 Produções. Eu vi nascer a empresa e o crescimento deles me inspira e motiva a correr atrás das minhas metas, dos meus sonhos.

Quais os livros preferidos?
O Negócio do Luxo: do Desejo ao Consumo, de Carlos Ferreirinha; As 5 Linguagens do Amor, de Gary Chapman; Empreendendo Felicidade, de Pedro Salomão; e A Trilogia Millennium.

Quais sites lê todos os dias?
Confesso que não tinha esse hábito, porém minha sócia vem me incentivando e hoje leio Steal the Look e o WGSN.

Quais os Instagrans favoritos?
@tudodebomqueeufaco, @nativozza, @pinterest@wgsn e @pantone.

O que você assiste no Youtube?
Peppa, Patrulha Canina, Esquadrão Bizarro. Realidade de mãe, né? Mas também adoro assistir receitas culinárias.

O que escuta muito no Spotify?
Thiaguinho, Djavan, O Rappa e todos os sertanejos possíveis e imagináveis.



 


Stella Sartóriouse na praia