Saiba o que bombou entre os brasileiros no Tinder, em 2019

Xavecos, emojis, representatividade e engajamento fizeram sucesso entre os usuários do aplicativo

Foto: PixabayFoto: Pixabay

atualizado 08/12/2019 11:39

O fim do ano está perto, e o projeto “mozão” acabou ficando para 2020? Nem tudo está perdido. O Tinder divulgou uma pesquisa com as preferências de seus usuários em 2019 que podem te deixar mais bem preparado para arrasar no próximo ano. Anote as dicas!

Música

Uma das principais coisas a serem consideradas na hora de procurar um novo crush é o gosto musical – e os usuários do Tinder se mostraram bem ecléticos em 2019. E ainda que os gêneros musicais sejam bem variados, os representantes de cada um deles mudam de acordo com a faixa etária dos usuários.

Na lista da geração Z, Post Malone, Billie Elish e os brasileiros Djonga e Mutuê estão entre os top 10 artistas. Já para os millennials, Ed Sheeran, Taylor Swift, Lizzo e Young Thug representam algumas das preferências.

Foto: Divulgação

Engajados na política

Não tivemos eleição este ano, mas os jovens seguiram bem engajados no assunto, deixando claro nos perfis os seus posicionamentos políticos. O termo Bolsonaro cresceu e apareceu 50% a mais do que em 2018 nas bios do aplicativo. O #LulaLivre também foi mais utilizado, crescendo três vezes mais em comparação ao ano passado.

Xavecos

Tinder sem xaveco não é Tinder, não é mesmo? E os usuários não economizaram neles para conseguir um encontro. Como o melhor do Brasil é o brasileiro, o top 10 de xavecos mais usados em 2019 está recheado de termos que foram memes. Atrás de “Mozão”, que reina absoluto na lista, estão os contraditórios (porém verdadeiros) “Deus me livre, mas quem me dera” e “Credo, que delícia”.

Foto: Divulgação

Emojis

Uma imagem diz mais que mil palavras, e as gerações atuais botam a máxima em prática por meio de emojis. O ícone mais usado em bios, com um crescimento de 41% em 2019, foi o facepalm – aquele com o bonequinho levando a mão ao rosto com o mais expressivo sentido de “decepcionado, mas já esperava”.

Bio

A descrição dos perfis dos brasileiros também foi analisada pela equipe da plataforma e revelou que os mais novos são bem mais fáceis de agradar, utilizam expressões como “vem de zap”, e expõem interesses em festas, viagens e seriados. Mas, desbancando todos os termos, a palavra mais utilizada foi Quero! E quem não quer?

Diversidade

Em 2019, o mês de junho foi o de maior destaque para o Tinder. O mês do orgulho LGBTQI+ trouxe uma grande novidade: o “maching mania”, fazendo com que junho começasse com mais maches. O uso de expressões e do emoji de arco-íris também cresceu cerca de 15% no aplicativo.

SOBRE OS AUTORES
Thamara Oliveira

Estudante do curso de jornalismo no Centro Universitário Iesb, já passou pela redação do site GPS|Lifetime, nas editorias de Lifestyle, Entretenimento, Variedades e Cotidiano, e por assessoria de imprensa, onde atendeu clientes de saúde, gastronomia e entretenimento.

Giulia Roriz

Formada pelo Centro Universitário de Brasília (UniCeub), passou pela redação do Correio Braziliense, onde produziu conteúdos sobre política, economia, cidades e turismo. No GPS|Lifetime, atuou como repórter no site e na revista impressa na área de gastronomia, entretenimento, lifestyle, décor, moda e cotidiano. Passou pela assessoria Naiobe Quelem Comunicação, atendendo a clientes de gastronomia e decoração.

Últimas notícias