Dia do Sexo: ménage e suruba são maiores fetiches do brasileiro

Em comemoração à data, uma rede social mapeou as fantasias sexuais mais cobiçadas por seus usuários. Inspire-se!

FreePikFreePik

atualizado 04/09/2019 11:33

Nesta sexta-feira (06/09/2019), os brasileiros comemoram o Dia do Sexo, data sugestiva e que nasceu para movimentar o mercado de produtos eróticos. Se a intenção, porém, for aproveitar a ocasião para realizar as fantasias do parceiro (a) – e as próprias, claro – não será preciso investir muito. Segundo pesquisa divulgada pela rede social adulta Sexlog, as fantasias sexuais que mais mexem com imaginário dos brasileiros não incluem suítes luxuosas em motéis ou brinquedos extravagantes. A coluna te conta quais são. Confira:

Mais um na cama 

A ideia de levar uma terceira pessoa (ou mais de uma) para a cama é hors concours. Cerca de 60% dos homens e 53% das mulheres  elegeram o ménage a trois como a aventura sexual mais desejada por ambos os sexos. E quem disse que três é demais? Mais um dado impressionante: 48,5% dos homens também revelaram sentir vontade de participar de uma suruba. Para as mulheres, no segundo lugar do ranking, com 33% das respostas, está a famosa troca de casais, também conhecida como swing

Look militar

Outra fantasia que povoa o imaginário feminino é transar com alguém fardado – 23% das mulheres disseram curtir a fantasia. Entre os homens, o fetiche militar não é tão comum e apenas 9% afirmaram desejar a situação. 

Ver e ser visto

O voyeurismo também figura entre as principais fantasias do brasileiro, visto que 28% das pessoas que responderam a pesquisa revelaram sentir desejo de transar com plateia, enquanto  27% confessaram ter tara em ser o observador.

 

Desconhecidos 

Sexo casual, com um desconhecido, pode até ser tabu na sociedade, mas não entre os internautas: 56% das mulheres  e 46% dos homens confirmaram terem ido para a cama com alguém que não conheciam. E pelo menos 25% quer repetir a dose. 

Esqueça as 4 paredes!

Para quem está pensando em reservar a suíte mais cara daquele motel recém-inaugurado, uma sugestão: economize e aproveite ainda mais. Segundo a pesquisa, a maioria das pessoas não se preocupa muito com elas – 15% confessou ter a fantasia de transar na sacada e 12% afirmou que tem vontade de fazer sexo em um banheiro público. O sexo no carro é preferência de 14% dos entrevistados.

 

Mais liberdade sexual

Além de apontarem as fantasias que permeiam seu imaginário, os participantes tiveram de responder se já as colocaram em prática. A resposta, para 70%, foi positiva. Para o sexólogo brasiliense André Almeida, tanto a “taxa de concretização” quanto as fantasias reveladas pelos entrevistados mostram uma mudança de postura em relação ao sexo.

“As fantasias sempre fizeram parte do comportamento sexual das pessoas. O que tem ocorrido é que elas têm, cada vez mais, abandonado tabus e pensamentos mais conservadores”

André Almeida

A diretora de marketing do Sexlog, Mayumi Sato, responsável pelo levantamento, defende que “no sexo, vale tudo, desde que haja um acordo entre as partes. Se todo mundo estiver ciente, com vontade e com prazer, o que rola entre quatro paredes, ou fora delas, é problema de quem está fazendo.”

Se identificou com a pesquisa?  Aproveite a data, inspire-se com as dicas e arrase na comemoração desta sexta-feira!

SOBRE O AUTOR
Ranyelle Andrade

Jornalista formada pela Universidade Estácio de Sá de Brasília. Antes do Metrópoles, trabalhou na redação do Clica Brasília. Foi assessora de imprensa do Iguatemi Brasília e do Restaurante Gero, do Grupo Fasano, além de ter integrado a equipe de jornalismo do Ministério do Desenvolvimento Agrário e coordenado a comunicação da Federação Nacional dos Policiais Federais.

Últimas notícias