Confira cinco dicas para aproveitar ao máximo uma rapidinha

A médica e sexóloga Lilian Macri compartilha alguns truques para curtir o sexo rápido da melhor forma possível

Freepik/ReproduçãoFreepik/Reprodução

atualizado 15/06/2019 10:58

Quando se trata de sexo, existem várias modalidades e uma que sempre está presente é a “rapidinha”. Geralmente, ela ocorre graças a uma explosão de tesão e uma vontade de não deixar a oportunidade passar. Para a especialista em sexualidade Lilian Macri, as rapidinhas podem ser muito gostosas e prazerosas em relacionamentos ou affairs ocasionais.

“É importante que todas as partes estejam preparadas para o momento, já que o corpo tem de ser estimulado o suficiente para o ato sexual em si”, ressalta. Para que a experiência seja inesquecível, ela compartilha cinco dicas:

#1 Esteja pronto
Como são rápidas,  já temos que estar superligados e com muito tesão logo no início. Por isso, Lilian recomenda aos homens e mulheres já irem preparando o corpo para a relação.

#2 Apimente o clima
Para querermos sexo, temos de pensar em sexo, por isso os desejos são fundamentais. “Nesse caso, enviar uma mensagem erótica e pensar sobre aquelas fantasias mais picantes ajudam muito a entrar no clima mais rapidamente. E, durante o ato, vale investir em falas eróticas e sensuais”, recomenda.

#3 Se conheça
Lilian aponta que, quanto mais conhecemos o nosso corpo e como ele pode ser estimulado para o prazer, mais fácil fica para nos prepararmos para as rapidinhas. Então, descubra-se!

#4 Diga o que você gosta
“Muitas vezes, não dá tempo de o outro adivinhar o que você quer, então fale mesmo. E é possível fazer isso de forma erótica sem quebrar o clima. Uma dica é que ao pensar em sexo: se imagine falando. Ajuda a diminuir a vergonha e aumenta o tesão”, afirma Lilian.

#5 Não fique só no vai e vem
Para as mulheres chegarem ao orgasmo com mais facilidade, muitas vezes é interessante estimular o clitóris junto com a penetração. “Se por algum motivo não vai rolar penetração, lembre-se que as práticas sexuais são várias e, dependendo da situação, a masturbação mútua ou o sexo oral podem ser sensacionais”, indica.

SOBRE O AUTOR
Tatyane Mendes

Formou-se em Jornalismo pelo Centro Universitário Iesb em 2017. Atuou na redação de veículos como Correio Braziliense, Jornal de Brasília e O Globo cobrindo editorias de educação, trabalho, sociedade, política e nacional. Compõe a equipe de Vida & Estilo auxiliando na cobertura social e elaborando matérias de comportamento, beleza e personalidades. É a atual colunista da coluna de sexo Pouca Vergonha.

Últimas notícias