Mulheres acusam repórter da Record TV de assédio, diz site

Duas delas teriam orientação, dada pelo jurídico da Record, para fazerem um boletim de ocorrência por assédio e difamação

atualizado 23/05/2019 19:53

Pelo menos 12 mulheres estão acusando o repórter Gérson de Souza, da Record TV, de assédio sexual. Segundo o site Notícias da TV, sete denúncias teriam sido feitas ao departamento de Recursos Humanos da emissora. Duas delas teriam orientação, dada pelo jurídico da Record, para fazerem um boletim de ocorrência por assédio e difamação.

Uma das mulheres, em depoimento ao site, disse que no último dia 8 estava sentada e Gérson teria chegado por trás e dado um beijo na boca dela. “Ficou mostrando a língua e saiu dizendo que roubado era mais gostoso. Foi nojento”, contou ao Notícias da TV. A vítima disse ainda que os assédios acontecem há tempos, mas que decidiu denunciar agora porque foi difamada. “Gritou que eu era incompetente na Redação e que meu trabalho é uma bosta”, afirmou.

Gérson de Souza nega todas as acusações e diz que se trata de “revanchismo”. “Não assediei ninguém. Estou vendo isso como revanchismo. Tenho certeza de que ela está reagindo a uma observação que fiz sobre a qualidade do serviço dela. Isso é um grande mal entendido”, disse.

A Record TV afirmou que apura as denúncias de assédio e que deu todas as orientações às vítimas.

SOBRE O AUTOR
Ataide de Almeida Jr.

Formado em jornalismo no Centro Universitário de Brasília (UniCeub), trabalhou por sete anos na redação do Correio Braziliense, como repórter e subeditor de Suplementos (Veículos, Informática e Turismo). Logo depois, ocupou o mesmo cargo no site do Correio. Desde 2016, faz parte da equipe do Metrópoles, onde atua como editor de Redes Sociais. Ama um viral e não vive sem suas celebridades.

Últimas notícias