Loja usa currículos de desempregados para embalar produtos

Nessa quarta-feira (26/02), o empreendimento publicou uma nota de esclarecimento sobre o caso

reprodução/ twitter

atualizado 27/02/2020 9:50

Uma loja chamada Patricinha Fashion foi acusada de embalar produtos com currículos de pessoas desempregadas. Uma cliente esteve em uma das filiais do estabelecimento — que tem seis em Rio Branco (AC) e duas em Porto Velho (RO) — e publicou um relato no Instagram.

“Acabei de vir do shopping e passei na loja Patricinha Fashion e comprei umas peças de vidro. Quando cheguei em casa, fui abrir. As peças foram embaladas com currículos. Isso mesmo, vários currículos de pessoas desempregadas em busca de uma oportunidade de trabalho. Gente, sério, não façam isso”, escreveu ela.

0

Nessa quarta-feira (26/02/2020), o empreendimento publicou uma nota de esclarecimento. No texto, a empresa afirma que a conduta vista no episódio não é aquela repassada aos colaboradores e que medidas serão tomadas. Leia na íntegra:

“Nós da equipe Patricinha Fashion estamos muito tristes com o ocorrido em relação aos currículos deixados em nossa loja. Reforçamos que essa não é a conduta na qual nossos colaboradores foram treinados a seguir. Prezamos sempre pelo respeito dentro e fora da empresa. Pedimos sinceras desculpas pelo terrível incidente e informamos que as devidas providências já foram tomadas para que isso jamais ocorra novamente. Trata-se de um fato pontual. Informamos que nenhum de nossos colaboradores foi prejudicado por conta desse ato. Atenciosamente, equipe Patricinha Fashion”.

 

Ver essa foto no Instagram

 

📌Nota de esclarecimento .

Uma publicação compartilhada por ☝️ Assistam os stories (@lojaspatricinhafashion) em

Últimas notícias