Em entrevista, Junior Lima fala da época que teve síndrome do pânico

"Era tudo tão intenso e grandioso que eu não conseguia absorver as coisas", revelou o cantor

Reprodução / InstagramReprodução / Instagram

atualizado 14/08/2019 11:22

Junior Lima voltou a ter seu nome em destaque. O cantor, que fez grande sucesso ao lado da irmã, Sandy, está em turnê comemorando os 30 anos de carreira. A apresentação Nossa História está lotando cidades Brasil afora. Em entrevista ao canal do YouTube, de Sabrina Sato, o cantor fez alguns desabafos relacionados à vida artística. 

Durante a conversa, Junior trouxe alguns fatos relacionados ao passado, quando a dupla Sandy & Junior era uma febre musical no Brasil. Tendo sentido a fama muito cedo, o cantor disse que era muito mimado quando criança e sua mãe, Noely, o ajudava a não perder o foco. 

“Nunca é mil maravilhas. Tive minha fase meio ‘deprê’. Tive síndrome do pânico. Tive um monte de coisa. Faz um sete ou oito anos. Foi um tempo depois que a dupla se separou. Na época, era tudo tão intenso e grandioso que eu não conseguia absorver as coisas. Meio que me anestesiava e não conseguia sentir as coisas”, revelou o cantor. 

Junior atualmente está com 35 anos de idade e disse que começou a fazer terapia por volta dos 21. O músico falou sobre como a mãe administrava parte de sua carreira. “Ela controlava os mimos. Às vezes as pessoas ficavam me paparicando e tal. Aí, quando a gente ficava sozinho, ela dizia: ‘Você sabe, né? As pessoas se empolgam, querem te agradar. Você sabe que não é tudo isso, né? Não acredite em tudo o que te falam’. Isso, por um lado, me deixou inseguro. Mas aí eu fui trabalhar isso na terapia, entender e resolver”, contou o cantor. 

SOBRE O AUTOR
Estevan Furtado

Estudante de jornalismo no Centro Universitário Estácio. Já trabalhou como estagiário na Revista Evoke e na Comunicação Docial do Cindacta I. Possui curso de Empreendedorismo Júnior pela Universidade de Brasília (UnB) e de Social Media pelo Portal Publicitário.

Últimas notícias